Resenha de: "tempo de chegada do paciente com infarto agudo" bastos, alessandra

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (837 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
BASTOS, Alessandra Soler et. al. Tempo de chegada do paciente com infarto agudo do miocárdio em unidade de emergência. Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular 2012; 27(3), São José do RioPreto, n., p.411-418, 16 jul. 2012.

O trabalho realizado por Alessandra Bastos et. Al. analisou fatores sociodemográficos e clínicos de 52 pacientes, vítimas de infarto agudo do miocárdio, visandoassociar esses fatores com o tempo de chegada ao hospital, correlacionando com o tratamento e o prognóstico deles, acabando por verificar que uma maior rapidez na chegada ao hospital é contemplada com ummelhor prognóstico e uma melhor evolução hospitalar. Este trabalho foi estruturado em: introdução, onde se apontou que as doenças cardiovasculares são as que apresentam maiores índices de mortalidade.No Brasil, são responsáveis por 31% das causas de morte. O rápido atendimento ao paciente é um fator que contribui para reduzir esse índice, mas estudos apontam que 80% dos pacientes, por váriosfatores, não procuram imediatamente o hospital. Diante desses dados, o trabalho teve por objetivo caracterizar o perfil das pessoas com infarto agudo do miocárdio (IAM), verificar o tempo de chegada (deltaT) e correlacionar com o tratamento e prognóstico. Nos métodos, relatou-se que o trabalho foi realizado em um hospital de ensino do noroeste paulista, coletando dados dos prontuários da Unidade deEmergência, analisando vários fatores sociodemográficos e clínicos. Foram acompanhados 52 pacientes, maiores de 18 anos, com diagnóstico de IAM, entre julho e dezembro de 2010. Os resultados obtidosforam discorridos em seção própria. Da análise

Sociodemográfica dos 52 pacientes com diagnóstico de IAM observou-se a prevalência de: homens, casados, com idade média de 62 anos, aposentados, compoucos anos de estudo e sobrepeso, procedentes da região de São José do Rio Preto. Predomínio de histórico familiar de doença cardíaca, hipertensão arterial e sedentarismo. A maioria dos pacientes foi...
tracking img