Resenha de mario pedrosa na critica brasileira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (905 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESENHA

MARIO PEDROSA E A CRITICA DE ARTE NO BRASIL.
POR JOSÉ D’ASSUNÇÃO BARROS.



Mario Pedrosa foi um grande escritor e critico, da arte e cultura do Brasil.

Ele examina os principaisproblemas relacionados ao desenvolvimento da arte no Brasil, de acordo com os contextos sociais, políticos e culturais.

Começa a produzir seus primeiros textos críticos na década de 1930, produzindoreflexões polêmicas que despertam a atenção do publico.

Suas produções críticas podem ser avaliadas em quatro partes apresentando alguns traços característicos em cada uma dessas fases.

Aprimeira fase de suas criticas estão associadas às lutas sociais e ao desenvolvimento da consciência política. Para ele, um dos caminhos para a militância política é a arte.

Já em seu primeiro exílio,1935 à 1945, se torna o primeiro a trazer para o Brasil uma idéia de nova tendência de esquerda, mesmo estando em seu exílio seu textos conseguem ter esse alcance.

Tem como traço característico umavalorização da arte enquanto meio privilegiado para desenvolver uma critica engajada, conscientização política e uma ação social.

Seu objetivo éo de estimular a arte brasileira para que esta possaultrapassar resíduos conservadores e se alinhar a arte mais avançada de seu tempo.

Seu segundo traço característico é a valorização da arte figurativa moderna, capaz de transmitir uma mensagem decunho social. Nessa fase seus textos críticos sobre os artistas enfatizarão e valorizarão o desenvolvimento autônomo.

Mostra questões imprescindíveis para a época, como a relação entre arte esociedade, no caso arte e política, e a necessidade de dar as massas acesso à grande arte.

Já analisando a sua segunda fase, abandona o enfoque estritamente sociológico e ao retornar de seu exílio,trará contribuições, tanto na área da critica, como no campo dos ensaios teóricos.

Em 1940 o artista colocado acima de qualquer discussão era Candido Portinari, sendo assim, o ídolo precisava ser...
tracking img