Resenha da pedagogia do oprimido

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (618 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
aulo Reglus Neves Freire (1922-1997) ou somente Paulo Freire, como é popularmente conhecido, se inscreve entre aqueles educadores empenhados na luta em defesa de uma educação humanizadora. Figuraemblemática no cenário educacional brasileiro, Paulo Freire transmite à posterioridade uma produção intelectual relevante, cuja obra Pedagogia do Oprimido, composta de 184 páginas, publicada pelaprimeira vez em 1967 e atualmente em sua 38ª edição, é uma mostra disso.

No livro em questão, Paulo Freire tece uma interessante discussão sobre a pedagogia de uma perspectiva do oprimido. Ressalta que aluta pela libertação do homem, o qual é, semelhantemente à realidade histórica, um ser inconcluso, se dá num processo de crença e reconhecimento do oprimido em relação a si mesmo, enquanto homem devocação para "ser mais". Preconiza um trabalho educativo que respeite o diálogo e a união indissociável entre ação e reflexão, isto é, que privilegie a práxis. Um trabalho que não se funde no ativismo(ação sem reflexão) ou na sloganização (reflexão sem ação) e que não se funde numa concepção de homem como "ser vazio".

Em correspondência a essa concepção de homem como "ser vazio" e, por isso,dependente de "depósitos" de conhecimento, está, segundo Paulo Freire, a pedagogia de perspectiva opressora, denominada de "educação bancária". Pautada numa comunicação verticalizada, contrária aodiálogo, serve como instrumento de desumanização e domestificação do oprimido, o qual na sua relação com o opressor hospeda-o em sua consciência. Ao se referir à teoria antidialógica, o autor ressalta que areferida teoria tanto traz a marca da opressão, da invasão cultural camuflada, da falsa "ad-miração" do mundo, como lança mão de mitos para manter o status quo e manter a desunião dos oprimidos, osquais divididos ficam enfraquecidos e tornam-se facilmente dirigidos e manipulados.

É em contraposição a pedagogia opressora que Paulo Freire reforça a imprescindibilidade de uma educação...
tracking img