Resenha da obra ética e moral: a busca dos fundamentos, de leonardo boff

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 10 (2484 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 19 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. OBRA

Dados: Autor: Leonardo Boff
Título: Ética e Moral: a busca por fundamentos
Cidade: Petrópolis, Rio jê Janeiro
Editora: Vozes
Ano: 2009

2. OBJETIVOS DA OBRA

Numa época em que a preservação da natureza e, por conseqüência, a preservação da vida está em alta nos grandes debates que ocorrem pelo globo terrestre, Leonardo Boff nos trás um rico material que proporcionauma profunda reflexão ética sobre as nossas ações e a continuidade da vida na Terra. Será possível a vida na Terra para as próximas gerações se esta geração atual não se der conta do mal que estamos fazendo ao nosso ethos no sentido mais abrangente e profundo?
Uma pergunta feita por Leonardo Boff e que precisa, urgentemente, ser analisada é: “Nossa geração se deu conta de que tem condições e meiospara por fim à espécie humana e ferir mortalmente a biosfera. Que ética e que moral freará este poder avassalador?”.

3. RESUMO DOS CAPÍTULOS

3.1. ÉTICA: A DOENÇA E SEUS REMÉDIOS

Estamos em uma época de ruptura no processo de evolução. Como dito por Leonardo Boff, “Chegamos a um ponto em que a biosfera está à mercê de nossa decisão. Se queremos continuar a viver, temos que querê-lo egarantir as condições adequadas”.
Segundo o autor, os otimistas dizem que temos até o ano de 2030 para mudarmos os caminhos de nossa permanência na Terra, caso contrário a sustentabilidade do sistema Terra não estaria mais garantida e acarretaria uma crise cujo desfecho é irremediável.
Uma das soluções apresentadas por Leonardo Boff é o que preconiza a Carta da Terra: “ou formamos uma aliança globalpara cuidar da Terra e um dos outros, ou arriscamos a nossa destruição e da diversidade da vida”.
O grande problema hoje, é que a renovação dos recursos naturais não acompanha o desenvolvimento acelerado e o consumismo impensado e desenfreado. Vivemos hoje em mundo globalizado, capitalista e consumista onde o que importa não é o que o ser humano é, e sim o que ele tem. Neste ritmo precisaríamosde pelos menos mais três planetas com a mesma capacidade de suporte e regeneração da Terra para dar conta de tamanha demanda de recursos naturais.
Leonardo Boff aponta a quebra da re-ligação do ser humano com ele mesmo, com os outros, com a natureza e com o sentido transcendente da vida como a causa do suicídio do ethos humano. Por que esta rede de relações foi quebrada? A resposta passa porduas forças que agem e interagem em todo ser, a auto-afirmação e a integração. A primeira é responsável por reforçar as relações inclusivas e garantir a cooperação entre todos, e a segunda por garantir a sobrevivência e possibilidade de continuar a co-evoluir. Ambas precisam atuar sinergeticamente, se reforçando e se completando mutuamente. A lógica da natureza faz com que as duas forças funcionemnum sutil equilíbrio para que os seres não destruam a harmonia do todo, e ao mesmo tempo conservem sua singularidade. A crise ética de nossa civilização é justamente o fato de exacerbamos a auto-afirmação em detrimento da integração. Isto gera uma ruptura no equilíbrio, o que é fatal.
De acordo com Leonardo Boff o homem sofreu um processo de hominização dando origem ao paradigma-conquista que porsua vez nos leva ao paradigma-cuidado. No primeiro somos levados a conquistar mais espaço, mais alimento, mais proteção. Nesta ânsia de conquista, já conquistamos 83% da Terra, causando uma devastação, de tal forma que nosso planeta já ultrapassou em 20% sua capacidade de regeneração. Desta forma devemos passar ao segundo paradigma, paradigma-cuidado: ou cuidamos da criação, ou deixaremos deexistir.

3.2. GENEALOGIAS DA ÉTICA

Conforme Leonardo Boff, a fundamentação racional da ética e da moral (ética autônoma) representou um esforço admirável do pensamento humano desde os mestres gregos. Esta tarefa se encontra ainda em aberto, distanciando-se de outros esforços éticos fundados em outras bases que não seja a razão (éticas heterônomas). É o ethos que procura.
Precisamos então da...
tracking img