Resenha critica - o principe

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1694 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Trabalho realizado para Faculdade.
Autora: Camila Silva Bertevello


Resenha Crítica – Nicolau Maquiavel

1. Dados Bibliográficos

MAQUIAVEL, Nicolau. O Príncipe. Trad.: Pietro Nassetti. 2. Ed. São Paulo: Martin Claret, 2003.


2. Sobre a Temática Abordada

A obra “O Príncipe”, foi escrita entre 1513 e 1516 e é a obra mais conhecida de Nicolau Maquiavel. Esse livro é a síntese doconhecimento de Maquiavel sobre a arte política dos antigos príncipes e dos estadistas de sua época. A obra se propõe a tratar sobre o poder, de como alcançá-lo e de como mantê-lo.
Um dos principais temas apresentados pelo autor é a separação entre Ética e Política, utilizando-se do empirismo para escrever por meio de um método indutivo e pensando como um conselheiro, sendo, além disso, realista.Durante o decorrer da obra, a teoria não se separa da prática e Nicolau Maquiavel tentava resgatar o sentimento cívico do povo italiano.
“O Príncipe” pode até ser comparado com uma receita de culinária, onde descreve didaticamente cada etapa da confecção do “produto”, que, no caso do livro, descreve o emprego da força pelo Estado, como se mantém uma cidade ou um principado, as formas de chegare sair do poder, entre outros aspectos.
Maquiavel aconselha os governantes a como alcançar e manter o poder absoluto, mesmo que tenha que usar de força militar e fazer inimigos. Sua preocupação era o Estado e a forma de manutenção e como chegar até o mesmo.

Sua obra é algo que resultou de sua experiência praticada no convívio com os políticos da época. Foram cinco séculos de combate e negaçãosobre este realismo político, sempre acatado por grandes estadistas e governantes de gerações posteriores à sua criação.

3. Estrutura de Capítulos
A obra possui cento e cinquenta e cinco páginas e é divido em vinte e seis capítulos.
Do capítulo 1 ao 15 ele faz referência sobre os principais tipos de governos (República e Monarquia) e sobre as diferentes formas de poder. Ele discorre sobreos novos domínios conquistados com valor, com as próprias armas ou com as armas alheias e com a boa sorte. No capítulo 15, ele aborda sobre como o príncipe deve se comportar diante dos amigos e governados, ressaltando que ele deve agir de acordo com o momento, usando bondade ou crueldade quando necessário.
No capítulo 16, Maquiavel mostra que a liberalidade é prejudicial quando o príncipe jágoverna, mas para aquele que ainda irá governar, é necessário que ele seja liberal. Mas o mais importante é que o príncipe não seja desprezado ou odiado. Porém, a liberalidade leva a uma dessas condições. No capítulo 17 afirma que é melhor ser temido do que amado, pois "os homens têm menos escrúpulos em ofender quem se faz amar do que quem se faz temer, pois o amor é mantido por vínculos de gratidãoque se rompem quando deixam de ser necessários, já que os homens são egoístas; mas o temor é mantido pelo medo do castigo, que nunca falha". No capítulo 18 ele ressalta que a aparência que o príncipe passa para seus subordinados é o que mais importa, contudo, ele deve sempre esconder a sua real personalidade.
No capitulo 19 Maquiavel ressalta que o príncipe deve tomar cuidado com dois aspectos:seus súditos e as potências estrangeiras, como também, não fazer algo que o faça ser odiado. Dos capítulos 20 ao 23, discorre sobre como o príncipe deve agir para ser estimado e manter o povo feliz. No capitulo 24 comenta sobre as razões pelas quais os príncipes da Itália perderam seus Estados.

Por fim, nos dois últimos capítulos do livro, Maquiavel aconselha ser impetuoso com a sorte e tratasobre seu anseio pela libertação de sua pátria - a Itália- e a questão da Fortuna e de Deus.


4. Síntese do Conteúdo
Maquiavel descreve os diferentes tipos de principados que junto com a república são as principais formas de governo. Esses principados podem ser hereditários ou nascentes, “sendo que a dificuldade de se manter Estados herdados cujos súditos são habituados a uma família...
tracking img