Resenha critica do documentário "pro dia nascer feliz" de joão jardim

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1490 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Ana Carolina Haipek Mosolino


















Resenha do documentário “Pro dia nascer feliz”




















Universidade de São Paulo
São Paulo
2012


“Pro dia nascer Feliz”
FICHA TÉCNICA:
Gênero: Documentário
Duração: 88 minutos
Ano de Lançamento: 2006, Brasil
Direção: João Jardim
Roteiro: João Jardim
Edição: João Jardim
Produção:Flávio R. Tambellini e João Jardim
Música: Dado Villa-Lobos
Fotografia: Gustavo Hadba


O documentário pro dia nascer feliz retrata de perspectiva humana a grande desigualdade nos modos de se fazer e receber educação no Brasil. Através do dia a dia das escolas de três diferentes estados: Pernambuco, Rio de Janeiro e São Paulo, expõem a fragilidade do sistema educacional e de seus principaispersonagens: alunos e professores; e a divisão do sistema brasileiro de ensino em público e privado.
Para o diretor João Jardim, também diretor do célebre documentário “Janela da Alma”; “Pro dia nascer feliz é muito mais uma discussão sobre desperdício, falta de oportunidades que tem o jovem brasileiro”[1]. Esse desperdício que se refere o diretor, é expresso logo na primeira cena do filme por uma vozadolescente: “As vezes as pessoas realmente tem que deixar de lado aquilo que elas acreditam pra se conservar a vida.” Deixar de lado aquilo que se acredita é deixar de lado a motivação para ser alguém, para estudar, para se tornar um cidadão capaz de perceber e alterar a realidade. Essa fala é o retrato mais fiel que tudo vai mal e que é necessário a construção de uma nova cultura escolar quehumanize um pouco o mundo desumanizado no qual nos encontramos e que nos arrasta imperdoavelmente a pensar que “as coisas são como são e nada se pode fazer diante disso”. Esse é de fato o desperdício, que se dá pela desigualdade ao acesso de uma educação de qualidade e mínimas condições de se estudar, como o transporte.
Durante as duas semanas de filmagens do documentário em Manari, Pernambuco ascrianças só conseguiram ter três dias de aula, porque o ônibus estava quebrado. Embora “o devido transporte deve ser objeto de esmero e atenção da parte dos gestores escolares no que se refere à sua relação com as autoridades incumbidas desses rendimentos.”[2], o que fazer quando as autoridades incumbidas desses rendimentos tão pouco tem condições? No caso de Manari, por exemplo, se trata domunicípio mais pobre do Brasil, “cidade onde se tem o menor Desenvolvimento Humano do país com renda per capita de R$ 30, taxa de analfabetismo de 57% e taxa de analfabetismo funcional de 86%”[3].
É certo que inevitavelmente “Hoje, todo o gestor educacional acaba de uma forma ou de outra lidando com recursos financeiros.”[4] e nesse caso são mínimos, como relata um senhor da Escola Estadual Cel,Souza Neto em Manari, Pernambuco: “Veja só, vocês sabem que o dinheiro que vem pra escola já é muito, aí vem mil e duzentos reais; Eita, se fosse por mês era bom demais (risos). Duzentos reais já é separado, esse aqui é do INSS, já diz logo aqui, olha...agora apareceu mais outro INSS não sei do que, é mais onze por cento, aí já vai mais cento e dez reais. Cinquenta reais é da prefeitura e aprefeitura nem pode perdoar. Nós temos que pagar o contador. Aí veja só, quanto agente vai ficar no final? Vai ficar com seiscentos e poucos reais.” , ou como expressa a prof. da escola paulistana “Escola Estadual Parque Piratininga II”: “Piratininga é a periferia da periferia. É difícil você propor uma coisa; vamos em um cinema, vamos em um teatro...porque? Porque não tem dinheiro.”
E mesmo quando osalunos tem acesso ao transporte e a frequentar a escola, lidam com outro problema como fala a aluna Carol de São Pulo: “Mais uma vez, o professor não veio, minha sala de novo vai ser dispensada. Nenhuma aula hoje.”
Como assegurar nessas condições o artigo 4º, VIII da LDB que garante “atendimento ao educando, no ensino fundamental público, por meio de programas suplementares de material...
tracking img