Resenha brasil 2000 qual o planejamento urbano?

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2303 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Brasil 2000: qual planejamento urbano?



O planejamento Urbano no Período dos “Trinta Gloriosos”



O planejamento modernista, ganhou especificidades durante os anos do welfare state, chamados por alguns autores de “trinta gloriosos. O período foi marcado por um grande crescimento econômico acompanhado, de um lado, por uma significativa distribuição de renda e, de outro, por ummaciço investimento em políticas sociais. Do modernismo esse planejamento urbano ganhou a herança positivista, a crença no progresso linear, no discurso universal, no enfoque holístico. OPlanejamento territorial teve um desenvolvimento inédito nos “trinta gloriosos”, mostrando inclusive fortes repercussões na America Latina, com as atividades da CEPAL. O planejamento urbano praticado no Brasil,nesse período, cujo papel, foi mais ideológico, esteve distante da concretização alcançada por esse planejamento regional, voltado para a superação do atraso e da pobreza, mesmo considerando a fragilidade dos resultados. A busca do mínimo, significou, estabelecer um padrão aceitável a todos, considerando a grande dimensão da carência.

Foi no 2º CIAM, que essas questões foram mais debatidas,sob a liderança Ernest May. A célula previa um novo desenho para a cozinha considerando a mudança do papel da mulher na sociedade, os novos produtos industriais domésticos (aparelhos e alimentos) e as novas instalações prediais. Parte das funções domésticas foi transferida para o equipamento social, mudando a relação entre o setor publico e privado. O 2º CIAM foi o auge do engajamento do movimentointernacional de arquitetos na questão da qualidade de vida dos trabalhadores. A garantia do direito à moradia, reivindicava nas lutas sociais e efetivamente perseguida pelas políticas publicas, a partir de meados dos anos 40, exigia, entre outras medidas, a mudança da base fundiária. O resultado desse enorme processo de construção garantiu o amplo direito à moradia (mas não direito à cidade,como lembrou Lefèbvre em seu clássico trabalho: O direito à cidade).




O Colapso do Planejamento Urbano Estatal




O colapso da crença no controle racional e centralizado dos destinos dos sistemas sociais faz parte de uma grande mudança que aprofunda a internacionalização das relações mundiais, erodindo a base territorial nacional sobre o qual se fundamentou o Estado moderno.A segregação espacial e a ordem rígida decorrentes do urbanismo modernista mereceram muitas criticas, que não vieram apenas de setores neoliberais. Para Jane Jacobs, o caos urbano foi sufocado pela ordem mecânica, redutiva, frívola. Vários autores têm se dedicado ao estudo de alteração dos fatores determinantes da geografia econômica na globalização. Algumas falam no vendaval que percorre oterritório com a mudança dos critérios de organização da produção. Outros se detêm nas mudanças que podem ser observadas no espaço intra-urbano, destacando a segregação, a informalização e a exclusão.

O desmonte da hierarquia centralizada taylorista (cujo território correspondente era marcado pela desigualdade) deu lugar a um sistema horizontal de redes, imersas na interação local/global emqualquer de seus pontos (cujo território é marcado pela exclusão). O planejamento urbano está em crise. Os paradigmas estão mudando a tal ponto que diversas bandeiras da esquerda democrática acabaram nas mãos conservadoras de agencias internacionais de desenvolvimento, tais como a OCDE e o Banco Mundial. Entre as mais prestigiada estão: a a descentralização e a afirmação do poder local; e asparcerias e a auto gestão dos serviço0s coletivos, bandeira onipresente nos programas das ONGs e das entidades de movimentos populares.


No Brasil: o “Plano – Discurso”




Muitos planos foram executados por diversos e sucessivos governos. Até mesmo em 30 e 40, ainda é possível observar a implantação de planos de embelezamento, em que havia preocupação coma infra-estrutura...
tracking img