Resenha (ajuda)

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4073 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
LET 1910 – Profa. Clarissa Bastos

RESENHA I

Emergência. A dinâmica de rede em formigas, cérebros, cidades e softwares.
Steven Johnson
Jorge Zahar Editor, 2003.

Patrícia Mariuzzo

A gigante do comércio eletrônico Amazon.com envia mensagens automáticas para os usuários avisando sobre novos lançamentos que combinam com o perfil dousuário. O sistema consegue “acertar” nas dicas pois usa informações de compras anteriores, que funcionam para traçar um perfil do usuário e gerar um tipo de propaganda personalizada. Sistemas como o usado pela Amazon são baseados em inteligência emergente. Emergência explica os fenômenos emergentes, como surgiram e como podem transformar a televisão, a propaganda, o trabalho, a política e, antes detudo isso, a tecnologia. O autor mistura biologia, história, literatura e matemática para explicar o que são esses sistemas. Uma passada de olhos pela bibliografia do livro já é suficiente para despertar a curiosidade do leitor: Charles Dickens; Marshall Mcluhan; James Joyce; Fernand Braudel; e Charles Darvin são algumas das referências usadas por Johnson, cuja formação é em semiótica eliteratura inglesa. Provavelmente graças a isso, e à abundância de analogias e bom exemplos, a leitura é agradável e simples, mesmo quando o objetivo é entender questões específicas do mundo a programação de computadores.

O título é provocativo: o que poderiam ter com comum colônias de formigas, o cérebro humano, grandes cidades e softwares? Todos usam, em menor ou maior grau, de sistemasauto-organizados, nos quais é dispensada a presença de controle centralizado. Nos sistemas emergentes, também chamados bottom-up (de baixo para cima), agentes que residem em uma escala começam a produzir um comportamento cujo padrão reside em uma escala acima deles: formigas criam colônias, cidadãos criam comunidades, um software simples de reconhecimento de padrões aprende como recomendar novos livros. Omovimento das regras de nível baixo para a sofisticação do nível mais alto é o que o autor chama de emergência. O sistema só é emergente quando todas as interações locais resultam em algum tipo de macrocomportamento observável. Deve ainda ter os seguintes componentes: interação entre vizinhos, reconhecimento de padrões, feedback e controle indireto.

Na primeira parte do livro, Johnson procuradesmontar o que chama de “mito da formiga-rainha”. A existência desse mito explicaria a dificuldade que as pessoas têm em aceitar a hipótese bottom-up, um mundo sem líderes ou os fenômenos coletivos. O estudo das colônias de formigas - demonstra que não há nada de hierárquico na maneira como ela funciona. A rainha não é uma figura de autoridade, ela não decide o que cada operária faz. O comportamentodas formigas - proteger a rainha, buscar alimento etc -, proviria de uma instrução genética, cujo objetivo é a preservação da colônia. Não é a matriarca que treina as operárias, a evolução fez isso.

Nas cidades, da mesma maneira, haveria um tipo de organização espontânea, independente de planejamento ou de uma liderança. Isso conferiria a elas uma “personalidade”, que se auto-organiza por meiode milhões de decisões individuais, uma ordem global construída a partir de uma interação local que o autor chama de “nível da rua”. O que ocorre é a repetição de padrões que “ficam guardados na textura dos quarteirões...” para usar as palavras de Johnson. Segundo ele, desse mecanismo viriam as separações de bairros ricos e pobres, comerciais e residenciais etc. Prevendo a estranheza do leitordepois de tal afirmação, admite que também existem diversos padrões nas cidades ditados via top-down, como as comissões de planejamento ou as leis de zoneamento. Porém, forças bottom-up desempenhariam um papel fundamental na formação das cidades, criando comunidades distintas e grupos demográficos não planejados. Para isso, bastam milhares de indivíduos e regras simples de interação.

Em seguida,...
tracking img