Resenha acidente radioativo goiânia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1356 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO FEDERAL DO PIAUÍ – IFPI
CAMPUS TERESINA CENTRAL
PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE PESSOAS
DISCIPLINA: SEGURANÇA E QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO
PROFESSOR: EDILSON ROCHA SOUSA

RESENHA CRÍTICA:
VÍDEO SOBRE O ACIDENTE RADIOATIVO DE GOIÂNIA COM CÉSIO 137

COMPONENTES:
* FRANCISCO MACIEL
* FRANCISCO VIEIRA
* DAVID DANIEL
* THAISA NARA
* MARCUS SANTOS
* CARLOTACÉLIA

TERESINA – PI
ABRIL – 2012.
RESENHA CRÍTICA:

VÍDEO SOBRE O ACIDENTE RADIOATIVO DE GOIÂNIA COM CÉSIO 137

Apresentação do Vídeo/ Informações Técnicas
Título Original: Acidente Brasileiro com Césio-137 – Linha Direta
Título Traduzido: Acidente Brasileiro com Césio-137 – Linha Direta
Gênero: Documentário
Duração: 40min
Ano: 2007
Direção: Globo
Resenhado por: Carlota Célia, DavidDaniel, Francisco Maciel, Francisco Vieira, Marcus Santos e Thaisa Nara.

Resumo
O acidente do césio-137 foi um acidente radioativo ocorrido no dia 13 de setembro de 1987, em Goiânia, Goiás. No desastre foram contaminadas centenas de pessoas acidentalmente através de radiações emitidas por uma cápsula que continha césio-137. Foi o maior acidente radioativo do Brasil e o maior do mundo ocorridofora das usinas nucleares. Tudo teve inicio com a curiosidade de dois catadores de lixo, que vasculhavam as antigas instalações do Instituto Goiano de Radioterapia (também conhecido como Santa Casa de Misericórdia), no centro de Goiânia.
No local eles acabaram encontrando um aparelho de radioterapia, eles removeram a máquina com a ajuda de um carrinho de mão e levaram o equipamento até a casa de umdeles. Eles estavam interessados no que podiam ganhar vendendo as partes de metal e chumbo do aparelho em ferros-velhos da cidade, ignoravam de todas as formas o que era aquela máquina e o que continha realmente em seu interior.
No período da desmontagem da máquina, eles foram expostos ao ambiente 19,26 g de cloreto de césio-137 (CsCl), tal substância um pó branco parecido com o sal de cozinha,porém no escuro ele brilha com uma coloração azul. Após cinco dias, a peça foi vendida a um proprietário de um ferro-velho, o qual se encantou com o brilho azul emitido pela substância. Crendo estar diante de algo sobrenatural, o dono do ferro-velho passou 4 dias recebendo amigos e curiosos interessados em conhecer o pó brilhante. Muitos levaram para suas casas pedrinhas da substância, parte doequipamento de radioterapia também foi para outro ferro-velho, de forma que gerou uma enorme contaminação com o material radioativo.

Conclusão
O acidente com o Césio 137, ocorrido há 20 anos em Goiânia, jamais será esquecido, pois faz parte da história goiana. Mesmo porque, os fatos trágicos devem servir de alerta a gerações futuras sobre a utilização de materiais radioativos sem a devidaprecaução que o manuseio requer. A tragédia em Goiás poderia ter sido evitada se o Poder Público agisse com perícia, eficiência e eficácia desde o momento da demolição do prédio do Hospital da Santa Casa. A sombra da tragédia ainda ronda centenas de pessoas indiretamente atingidas, e que não foram reconhecidas pelo Governo Estadual como vítimas do acidente, são aquelas que trabalharam na remoção dosrejeitos e os que fizeram a segurança dos locais atingidos. Nada que se fizer pelas famílias atingidas, será o suficiente para amenizar a dor da perda, da discriminação, preconceito, e principalmente, a humilhação de ter que mitigar amparo por um ato de negligência do poder constituído. Reconheçamos que a classe médica local não estava preparada para lidar com uma questão tão séria e com consequênciastão trágicas, e a população não tinha conhecimento de como agir em tal situação, nem o Governo da época. A luta das vítimas indiretas para que sejam incluídas no rol de radio-acidentados conta com o apoio do Ministério Público e tem alcançado êxito numa batalha judicial, que se arrasta a alguns anos, mas ainda é ínfimo o número de reconhecidos. As informações sobre o nexo causal das sequelas...
tracking img