Reseha da obra vinte anos de crise 1919-1939

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (976 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Resenha de A obra Vinte Anos de Crise 1919-1939

Edward Hallet Carr, londrino, autor de Vinte Anos de Crise, nasceu e viveu na era vitoriana, época da maior projeção do império britânico no cenáriomundial nos âmbitos econômico e político. Vivenciou seus momentos dourados, bem como o de sua decadência frente à ascensão dos Estados Unidos no sistema internacional e, precisamente, o período entreguerras que marcou o momento de maior crise entre a realidade dos interesses e as ideias de paz – dadas como utópicas - entre as nações que participaram da Liga das Nações, representadas pelosindivíduos, representantes das nações que participaram de sua formação, atuação e posterior fracasso.
A obra Vinte Anos de Crise 1919-1939 foi publicada em 1939 e é uma das primeiras obras já escrita sobrea ciência das Relações Internacionais. A obra foi escrita com o objetivo de contrariar o notório e perigoso defeito de quase todo pensamento dos países de língua inglesa sobre a política internacionaldessas décadas – A quase total negligencia ao fator do poder. A obra em si é a mais contundente critica ao liberal-idealismo nas relações internacionais.
O autor analisa e interpreta o períodoentre guerras com base a cientificar o processo da Política Internacional, iniciando no discurso sobre o significado e análise da realidade dos fatos, o que leva primeiramente ao “objetivo”, aqui expostocomo “a paz entre as nações”, que alimenta o pensamento para o desenvolvimento de tentativas de resolução do problema analisado; e da “utopia”, sendo como “soluções imaginativas”, o “novo”, ao que otexto, no contexto abordado do entre guerras, faz referência à criação de um “Estado Mundial” e de uma “segurança coletiva” centrado num fórum qual seja, a Liga das Nações.
Pode-se considerar aquestão da real intencionalidade e percepção dos indivíduos envolvidos, ao qual aponta as “suposições não verificadas sobre o comportamento humano”; ou seja, quando há ou não a vontade de resolver o...
tracking img