Representação social e saúde mental

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2108 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
REPRESENTAÇÃO SOCIAL
X
SAÚDE MENTAL

Trabalho referente à disciplina: Psicologia Social
2° Módulo do Curso de Serviço Social da Universidade Norte do Paraná – UNOPAR VIRTUAL.
Orientado pela Professora: Lisnéia Aparecida Rampazzo
Realizado pelo aluno (a): Vânia Nascimento Alves

Sete Lagoas
09 de Outubro de 2009

SUMÁRIO:

Parte1...............................................................................................................02
Levantamento de Informações
Parte 2...............................................................................................................03
Introdução..........................................................................................................03Desenvolvimento...............................................................................................05
Conclusão..........................................................................................................07
Bibliografia.........................................................................................................08

• Parte 1: Pesquisa (Levantamento de informações)

1. Existem Programas e Instituições que realizamatendimento na Área de Saúde Mental no município?
Sim, o Caps. (Saúde Mental Infantil e Saúde Mental Adulto).
2. Nome do município:
Sete Lagoas – MG
CAPSI Rua Floriano Peixoto, 259 – Centro 35700-048 (31) 3772-1371
3. Nome dos Programas e local de implementação:
PAIF (Programa de Atenção Integral à Família)
NASF (Núcleo de Atenção à Saúde daFamília)
CRAS (Centro de Referência do Assistente Social) - Há aqui em Sete Lagoas, três unidades de atendimento do CRAS, sendo uma no Bairro Brasília (telefone - 3776-9304) - uma no Bairro Aeroporto (telefone - 3775-2146) e a terceira no Bairro JK (telefone - 3775-3293).
ARCA (Atenção em Rede à Criança e Adolescente) - A cidade dividida em módulos para ver soluções paraencaminhamentos sociais para suporte após alta do paciente.
4. Número de pessoas atendidas em 2009:
Não há separação em atendimentos, segundo informações recebidas, tiveram aproximadamente um atendimento geral de 4.665 (quatro mil seiscentos e sessenta e cinco), pessoas em 2009(1° semestre). (adultos e crianças).
5. Resultados do programa:
Nos Caps. primeiro háo atendimento para ver se os casos são para os caps. e os menos graves são atendidos nos Postos. Os moderados há uma permanência dia (com atividades terapêuticas com a família aguardando. Consultei a Equipe do PSF de Fazenda Velha (Comunidade rural), que relatou ter atendido um número de aproximadamente 164(cento e sessenta e quatro) pessoas, sendo 50(cinqüenta) com a Psicóloga e 114(cento equatorze) com o Psiquiatra.
A equipe do PSF de Fazenda Velha recebe suporte do PSF do Bairro Santo Antônio e do NASF uma vez por semana.

• Parte 2:

Introdução:

A psicologia social surgiu no século XX como uma área de aplicação da psicologia para estabelecer uma ligação entre a psicologia e as ciências sociais (sociologia, antropologia, etnologia). Sua formação acompanhou os movimentosideológicos e conflitos do século, a ascensão do nazi - fascismo, as grandes guerras, a luta do capitalismo contra o socialismo, etc. O seu objeto de estudo é o comportamento dos indivíduos, quando estão em interação. A Psicologia Social é a ciência que procura compreender os “como” e os “porquê” do comportamento social, a interação social, a interdependência entre os indivíduos e o encontro social. Seucampo de Ação é portanto o comportamento analisado em todos os contextos do processo de influência social.
Hoje em dia, a teoria da psicologia social tem recebido inúmeras críticas, por basear-se principalmente em um método descritivo, ou seja, um método que se propõe a descrever aquilo que é observável, fatual. É uma psicologia que organiza e dá nome aos processos observáveis dos encontros...
tracking img