Repercussoes da gravidez na adolescencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2535 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
REPERCUSSÕES DA GRAVIDEZ NA ADOLESCENCIA

RESUMO
Adolescentes engravidam cada vez mais cedo e jovens engravidam e casam cada vez mais tarde, quem sabe, inicialmente por culturas e gerações distintas. Com base nestas informações, advindas de referencias bibliográficas, pode-se citar a falta de diálogo entre mãe e filha, o fato de quererem liberdade, por se sentirem adultas e responsáveis,rompendo barreiras familiares e sociais, por vezes provocando uma gravidez, em sua maior parte, indesejada.
PALAVRAS CHAVES: Adolescência, Diálogo, Gravidez.

INTRODUÇÃO
Este trabalho pretende abordar um tema atual no mundo das sociedades modernas, muitas vezes sendo visto pelas próprias famílias como um problema social – a gravidez na adolescência.
Ocorre, com isso, a união de dois fatores muitoimportantes, a travessia do período da adolescência e a inevitável vivência de uma gravidez, trazendo, em conseqüência, muitas vezes grandes desequilíbrios, pois a maternidade em si, exige reajustes importantes na vida da mulher, tanto em alterações corpóreas, como da inevitável mudança de identidade. É por isso, que a união de gravidez e adolescência pode provocar crises da adolescência epuxando mais uma, a da gravidez, sabendo-se que a mulher fica mais frágil nesta época.
Os objetivos deste são basicamente uns melhores entendimentos sobre esse mistério, a gravidez na adolescência, em quais contextos ocorre e quais suas conseqüências, tanto materiais como mentais, para a mãe, filho e famílias.

1 - GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA
Nas décadas de 70 e 80, verificou-se um acentuado aumentoda incidência de relações sexuais entre os jovens e, hoje em dia a primeira liberação sexual e a segunda a liberação feminina. Mas a educação sexual explícita foi esquecida ou preferencialmente silenciada. A maioria dos jovens tem sido preparada para a vida sexual adulta pela ignorância, auto formação, e pela troca de experiências no seu grupo de pares, igualmente (mal) formados.
De acordo comIçami Tiba (2005) “O adolescente tem conhecimentos suficientes, mas acredita em mitos como não há perigo de engravidar na primeira relação amorosa”.
Existem hoje, disponíveis, múltiplas fontes de informação/educação sexual, a mídia é uma fonte importante de informação para os jovens, mas bombardeiam a geração de rapazes e moças com imagens de corpos perfeitos, com sucessos passando mensagens poucorealistas que podem provocar angústias enquanto negligenciam a comunicação e o apego, provocando, muitas vezes o que por hora chamamos de “doença do século” a depressão.
Estamos perante uma realidade simultaneamente permitida e negada, dado que nem os pais, nem o sistema educativo, nem o sistema de saúde oferecem condições a estes jovens para que vivam uma sexualidade sem risco ( implementandouma verdadeira educação sexual e oferecendo apoio técnico), apesar de vários programas do governo, tentativas no mínimo frustrantes. A adolescência e a juventude convertem-se em grupos de risco, em dois grandes sentidos: a possibilidade de terem experiências sexuais inadequadas; pelos riscos de gravidez não desejada e pelos riscos de contágio de doenças sexualmente transmissíveis.
Ao contráriode algumas culturas, podemos citar a cigana, nas sociedades ocidentais a gravidez na adolescência é vista como um grave problema. Qualquer gravidez extra-matrimonial é quase sempre motivo de marginalização e estigmatizarão social. Porém, enquanto as sociedades ditas primitivas encorajam precocemente o processo de autonomia e independência, na nossa sociedade a tendência é para prolongar cada vezmais a dependência econômica dos filhos em relação aos pais.
Há ainda que tiver em mente, que é alta a percentagem de mulheres jovens que engravidam sem desejarem ser considerável, embora difícil de estimar devido à prática dos abortos clandestinos e porque, por motivos culturais, esta realidade tende a ser ocultada.
2 - GRAVIDEZES NA ADOLESCÊNCIA E SEUS PRINCIPAIS FATORES
Os adolescentes...
tracking img