Rene

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3383 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
CURSO SUPERIOR SERVIÇO SOCIAL


René Assis de Almeida









Analise e Reflexão sobre Estágio I





















DIAMANTINA

2011




René Assis de Almeida









ANALISE E REFLEXÃO SOBRE ESTÁGIO IPortifolio apresentado à Universidade Norte do Paraná, UNOPAR, como requisito parcial para obtenção de média bimestral na disciplina Estagio Curricular l do quinto semestre de serviço social.


Cordenado Curso: Adarly Rosana Moreira Goes
















DIAMANTINA
2011




ANALISE E REFLEXÃO SOBREESTÁGIO I


1- INTRODUÇÃO
Abordarei o meu estágio no CRAS Centro de Referencia de Assistência Social de cidade de Diamantina-MG.
O Centro de referencia de Assistência Social (CRAS) foi fundado em novembro de 2009. Conta com uma equipe de seis funcionários: uma Assistente social, Psicóloga, três educadores sociais, Coordenadora.
A Proteção Social Básica integra-se junto ao Centro deReferência de
Assistência Social – CRAS a partir de suas políticas que visam trabalhar a família
Em todo seu contexto, garantindo seus direitos, tanto inclusões e exclusões em.
Programas e projetos sociais, como no fortalecimento do indivíduo e de sua família,
Para que possam se inserir minimamente na sociedade.
O Centro de Referência de Assistência Social - CRAS ele e do tipo um de estrutura plenanão conta com todos os programas e benefícios do governo federal se tornando ainda que um pouco vulnerável.
Participação do usuário frente aos serviços da Política Pública de Assistência Social.
Visa fortalecer os vínculos familiares, potencializando as famílias na cidade e zona rural em que vivem.
O Centro de Referência de Assistência Social, CRAS, é uma.
Unidade pública estatal de baseterritorial, localizado em áreas de.
Vulnerabilidade social, que abrange um total de 6.000 famílias/ano.
Executa serviços de proteção social básica, organiza e coordena a.
Rede de serviços socioassistenciais locais da política de assistência
O CRAS atua com famílias e indivíduos em seu contexto
Comunitário, visando à orientação e o convívio sócio familiar e.
Comunitário. Neste sentido é responsávelpela oferta do Programa de
Atenção Integral às famílias. Na proteção básica, o trabalho famílias.
Deve considerar nova referencias para a compreensão dos
Diferentes arranjos familiares, superando o reconhecimento de um.
Modelo único baseado na família nuclear, e partindo do suposto de.
Que são funções básicas das famílias: prover a proteção e a
Socialização dos seus membros; constituir-secomo referências.
Morais, de vínculos afetivos e sociais, de identidade grupal, além de Ser mediadora das relações dos seus membros com outras.
Instituições sociais e com o Estado (PNAS, 2004, p.35).



2- DESENVOLVIMENTO

Todos os serviços da proteção sociais básicos desenvolvidos no território de
abrangência do Cras, em especial os Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos,bem como o Serviço de Proteção Social Básica no Domicílio para Pessoas com Deficiência e Pessoas Idosas, devem ser a ele referenciados e manter articulação. São a partir do trabalho com famílias no serviço que se organizam os serviços referenciados ao Cras.

A articulação dos serviços socioassistenciais do território que garante o desenvolvimento do trabalho social com as famílias dos usuáriosdesses serviços, permitindo identificar suas demandas e potencialidades dentro da perspectiva familiar, rompendo com o atendimento segmentado e descontextualizado das situações de vulnerabilidade social vivenciadas.

CRAS são unidades de execução dos serviços de proteção social básica destinados à população em situação de vulnerabilidade social, em articulação com a rede socioassistencial....
tracking img