Rene descartes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (888 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
I - Os principais pontos das meditações de Descartes
1ª Meditação: Nesta primeira Descartes resolve duvida de todas as coisas.
2ª Meditação: Apesar de duvidar de tudo é impossível duvidar do quenão exista.
3ª Meditação: Deus é apontado como o autor da idéia de causa perfeita existente em nós, sendo a
causa da própria idéia de Deus
4ª Meditação: A quarta meditação põe claramente que as coisasconcebidas pelo método são verdadeiras e explica de onde vem a razão do erro ou falsidade:
5ª Meditação: Explicação da natureza corpórea e a existência de Deus demonstrada por novas razões.
6ªMeditação: Distinção da ação do entendimento com a ação da imaginação. Além de dar-se as provas definitivas da existência das coisas materiais, que não são tão fortes quanto o conhecimento de Deus e danossa alma.
Posição, justificando a respeito das idéias cartesianas:
Justificativa de Anéria
Concordo com as Seis meditações de Descartes.
Devemos sim duvidar de todas as coisas. Quando se tem acondição de reconhecer a falsidade daquilo que se tinha por verdadeiro, é que se deve implantar a incerteza e a dúvida.
Podemos duvidar dos conhecimentos vindos dos sentidos, pois estes são enganadores,no entanto o erro que provem dos sonhos ou da imaginação não podem ser em igual teor de duvida, como o dos sentidos, tendo em vista que se encontram em realidades diferentes. Temos que combater ohábito de julgar as coisas antecipadamente.
Embora o “eu” não conheça qual “eu” seja, o fato de algo estar sempre a iludi-lo, a engana-lo fazendo acreditar que o errado seja o certo é a garantiamomentânea de que algo exista para ser enganado.
Acredito na Existência de algo superior a tudo e a todos, uma energia perfeita que seria então chamado de Deus.
Creio que a razão do erro ou falsidade vem dafraqueza da constituição finita do homem e o desconhecimento de uma verdade clara e distinta. A existência das coisas materiais, não são tão fortes quanto o conhecimento de Deus e da nossa alma....
tracking img