Religador e seccionalizadores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3767 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Instituto Federal do Maranhão
Data: 25/03/2012
Nome: Wallas Borges / Wadhnny
Professor: José Carlos

Maquinas Elétricas II

Imperatriz/MA
2012

Wallas Borges / Wadhnny

Trabalho desenvolvido por fins de obtenção
de nota referente ao 3° módulo na disciplina
de máquinas elétricas II.

Imperatriz/MA
2012

Sumário

Introdução 4Religadores 5

Aplicação e Especificação 6

Seqüência e curvas de operação 6

Critérios para ajustes 7

Outros ajustes 8

Seccionalizadores 9

Função de proteção 9

Aplicação 10

Características funcionais 10

Coordenações 11

Conclusão 13

Bibliografia14

RELIGADOR E SECCIONALIZADOR

Introdução

Com o surgimento dos sistemas de distribuição de energia elétrica, surgiram os fusíveis para protegê-los contra sobrecorrentes.

A maior vantagem dos fusíveis é o preço. No entanto, apresentam as seguintes desvantagens:

• Ao fundirem, se faz necessário substituí-los.

• Com o decorrer do tempo, as suas características podem sermodificadas, levando-os à fusão em valores de correntes inferiores aos admissíveis;

• Não fazem a distinção entre defeitos permanentes e transitórios.

Esta última desvantagem possui mais relevância, pois, segundo estatísticas, a maioria dos curtos-circuitos que ocorrem num sistema de distribuição aéreo de condutores nus é de natureza transitória. As causas típicas são:

• Galhos de árvores queinterceptam as fases;
• Animais de pequeno porte ao subirem nas estruturas;
• Pássaros maiores ao pousarem nas estruturas ou nos condutores;
• Ventanias fortes que levam os condutores a se tocarem;
• Materiais metálicos que são atirados contra a rede;
• Descargas atmosféricas ou surtos de manobra que provocam disrupção nos isoladores;
• Outras.

É importante salientar que estas conseqüênciassão inerentes às redes construídas com condutores nus e aéreos. Hoje, a tendência é a projeção de redes de distribuição primárias e secundárias com condutores isolados. Dessa forma, subtrai uma grande parte desses problemas, aumenta-se a segurança das pessoas e animais contra descargas elétricas e melhora-se, a continuidade do fornecimento de energia elétrica.

A partir dos indesejáveisproblemas das redes aéreas, constituídas por condutores nus, descritos acima, foi desenvolvido um equipamento que realiza, automaticamente, uma seqüência de desligamentos ou disparos e religamentos, a fim de testar se o defeito é permanente ou transitório. Este equipamento, denominado religador, interrompe o circuito quando ocorre um curto-circuito, e religa-o após um pequeno intervalo de tempo (da ordemde segundos ou menos), proporcionando, com isso, alta probabilidade de desaparecimento
do defeito.

Após o aparecimento do religador, foi desenvolvido o seccionalizador. Este conta a quantidade de disparos do religador. Após um determinado número de contagem, previamente ajustado, o seccionalizador, abre seus contatos, isolando o trecho defeituoso.

Neste trabalho serão estudados osprincípios de operação de religadores e seccionalizadores, bem como a filosofia de coordenação envolvendo estes e outros equipamentos de proteção, que são empregados para protegerem, contra sobrecorrentes, os sistemas de distribuição.

Religadores

Basicamente, um religador é constituído por um mecanismo automático elaborado para abrir e fechar circuitos em carga ou em curto-circuito, comandado porrelés de sobrecorrente de ação indireta (alimentados por TCs, geralmente de bucha).

Hoje, os dispositivos sensores e de controle de um religador são microprocessadores. São os chamados religadores microprocessados ou numéricos de multifunção.

Para abolir os arcos elétricos referentes às operações de chaveamento de circuitos em carga ou curto-circuito, os reliagadores usam mecanismos e meios...
tracking img