Relatorio vigilancia epidemiologica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2715 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUBSECRETARIA DE VIGILÂNCIA À SAÚDE – Síntese de Atividades

À Subsecretaria de Vigilância em Saúde - SVS compete analisar a situação de saúde da população do Distrito Federal e seus determinantes bem como recomendar e adotar ações de promoção à saúde e medidas oportunas de prevenção dos agravos e de controle, em consonância com os princípios do SUS. A SVS foi criada no organograma daSecretaria de Saúde – SES/DF em 2000. Na estrutura da SVS foram integrados o Departamento de Saúde Pública, atual Diretoria de Vigilância Epidemiológica – DIVEP, o Departamento de Fiscalização – atual Diretoria de Vigilância Sanitária – DIVISA e o Instituto de Saúde que foi desmembrado no Laboratório Central de Saúde Pública – LACEN e na Diretoria de Vigilância Ambiental – DIVAL.

Diretoria de VigilânciaEpidemiológica- DIVEP Na DIVEP funcionam as áreas técnicas que exercem atividades de coordenação, supervisão, avaliação e monitoramento de doenças como: raiva humana, sarampo, rubéola, influenza/gripe, poliomielite, leptospirose, doenças transmitidas por água e alimentos, hanseníase, tuberculose, Doenças Sexualmente Transmissíveis, Aids e Hepatites B e C, dengue, leishmaniose visceral etegumentar americana, febre amarela, hantavirose, esquistossomose, malária, doença de chagas aguda, tracoma, entre outras. Estas doenças fazem parte da lista de doenças de notificação compulsória. Todo profissional que atende deve notificar à vigilância os casos suspeitos ou confirmados destas doenças. Esta notificação deve ser feita por todos os serviços de saúde da rede pública ou particular e podeinclusive ser feita on line através do site da SES/DF. As atividades de coordenação geral das ações de imunização no DF compreendem: coordenação de vacinação do calendário básico, que são as vacinações de rotina, disponibilizadas para toda a população em todos os Centros de Saúde da rede; coordenação das Campanhas de Vacinação Nacionais (Contra Poliomielite, Vacinação do Idoso, Influenza e outrasinstituídas pelo Ministério da Saúde); coordenação dos Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais – CRIE, que aplicam vacinas que não são do calendário básico. Estas vacinas especiais são disponibilizadas apenas para situações previstas em protocolos de indicação. Os CRIE funcionam nos seguintes hospitais: Asa Sul, Asa Norte, Taguatinga e Ceilândia. Também faz parte da DIVEP o Centro deTestagem e Aconselhamento – CTA, que funciona no mezanino da Rodoviária do Plano Piloto e oferece testagem e aconselhamento pré-teste coletivo e individual em DST/HIV/Aids e Hepatites Virais B e C para população em geral. No CTA há profissionais capacitados em linguagem de sinais, o que facilita o acesso de portadores de deficiência auditiva a estes serviços. As Campanhas realizadas na área de DST/Aids eHepatites Virais, coordenadas pela Gerência de DST/Aids têm importância fundamental no esclarecimento da prevenção destes agravos para a população, tais como

as: Campanha de Carnaval; Campanha para o Dia Internacional da Mulher; Campanha para o Dia dos Namorados; Campanha Nacional de Combate à Sífilis Congênita; Campanha Mundial de Luta contra a Aids; Campanha Dia Mundial de Luta Contrahepatites virais, entre outras. Outra importante frente de atuação da Vigilância Epidemiológica na prevenção a fatores e agravos de risco à saúde da população é a implementação da Política de Promoção da Saúde no Distrito Federal que atua em eixos como alimentação saudável, combate ao tabagismo, atividades físicas, prevenção de acidentes e violências, entre outros, sempre em parceria com outras áreasda própria SES/DF, outras Secretarias de Estado, além de órgãos externos que tenham interface com a ação. Nas Regionais de Saúde as ações de vigilância epidemiológica são coordenadas pelos Núcleos de Vigilância Epidemiológica e Imunização – NUVEI.

Diretoria de Vigilância Sanitária – DIVISA A DIVISA fiscaliza as áreas de saneantes, agrotóxicos veterinários e afins; fiscaliza os estabelecimentos...
tracking img