Relatorio salto para a piscina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1092 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Fisica.Quimica A
Ano Aletivo 2012/2013

Atividade Experimental 1.2 – Salto para a piscina

Professora: Ana Paulos

Trabalho realizado por:
* Ângelo Fialho 11ºA
* Cláudia Mourão 11ºA
* Helena Martins 11ºA

Índice

* Questão Problema …………………………………. Pág. 3

* Objetivos da atividade …………………………… Pág.3
* Introdução ……………………………..……………….Pág.4

* Material eEquipamento…………...……………. Pág.6

* Procedimento Experimental ……..………….. Pág.6

* Tratamento e Análise de Resultados…..…. Pág.7
* Conclusão ……………………….…………………… Pág.10

Questão problema

Quais as variáveis a ter em consideração na construção de um escorrega, para um Aquapark, de modo que os utentes possam cair em segurança numa determinada zona da piscina (a rampa do escorrega termina numhorizontal a uma altura apreciável da superfície da água).

Objetivos da Atividade

- Interpretar o movimento de um projéctil lançado horizontalmente como a sobreposição de dois movimentos.
- Relacionar a velocidade inicial, a altura a que se encontra do ponto de impacto e o alcance horizontal atingido.

Introdução

Existem vários tipos de movimentos.

Uma esfera é lançada horizontalmentede um lançador de projéteis.
Desprezando a resistência do ar o corpo fica sujeito exclusivamente à ação da Força gravitacional.
A esfera apresentará dois tipos de movimentos simultâneos e independentes:
* Segundo o eixo do xx: Movimento rectilíneo uniforme, sob ação da Força gravítica. A aceleração é nula.

* Vx = vo (constante)
* X = vot

* Segundo o eixo do yy:Movimento rectilíneo uniformemente acelerado. A aceleração é constante (a = g).

* Vy = Voy –gt
* Y = yo - 12gt2

Para sabermos onde ela atingirá o solo temos de determinar a velocidade inicial da esfera.
X = vot

Fórmula da Velocidade
Vm=ΔrΔt
Fórmula da Aceleração
a=ΔvΔt
Energia Mecânica
Em = Ec + Ep
Energia Cinética
Ec = ½ x m x v2
Energia Potencial
Ep = m x g x hConservação de energia mecânica
Emf = Emi
Epf + Ecf = Epi + Eci
0 + Ecf = Epi + 0
Ecf = Epi
½ x m x v2 = m x g x hi
½ x v 2 = g x hi
Quando se efetuam medições deve se ter em consideração a existência de erros:
Erros sistemáticos: Influenciam todas as medições no mesmo sentido (por excesso ou por defeito) e, em geral, têm o mesmo tamanho. Conhecendo-se as suas causas podem ser eliminados,procedendo-se a correções.
Exemplos:
1. Erros de observação do experimentador;
2. Incorreções uma escala;
3. Condições ambientais;
4. Má calibração dos aparelhos usados;
Erros acidentais: São imprevisíveis e ocasionais. Não são regulares: variam em tamanho e sentido aleatoriamente.
Exemplos:
1. Imperícia do observador;
2. Condições externas que influenciam aleatoriamente a medição comomovimentações e vibrações;
3. Utilização de instrumentos pouco adequados à medição, instrumentos danificados ou danificação de instrumentos durante as experiências;

Material e Equipamento

- Calha ou lançador de projécteis
- Célula fotoeléctrica
- Digitímetro
- Esfera
- Papel Químico
- Papel branco
- Fita métrica
- Craveira
- Fita-colaFig. 1. esquema de montagem

Procedimento Experimental

1. Medir o diâmetro da esfera, utilizando uma craveira.
2. Determinar a vertical do lugar de lançamento. Marcar a posição com uma cruz no soalho. Colocar devidamentealgumas folhas de papel no soalho, sobrepondo-as com outras de papel químico.
3. Ligar o digitímetro.
4- Abandonar a esfera na calha a uma determinada altura.
5. Ler no digitímetro o intervalo de tempo que a esfera demora a passar na célula fotoeléctrica.
6. Medir o alcance atingido pela esfera, usando uma fita métrica.
7. Repetir o procedimento abandonando a esfera, na calha, de cinco...
tracking img