Relatorio química

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1231 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS
DEPARTAMENTO DE QUÍMICA
QUÍMICA GERAL EXPERIMENTAL
Professor: Jaime Cedran.















RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA

“DETERMINAÇÃO DO TEOR DE HIDRÓXIDO DE SÓDIO NA SODA CÁUSTICA.”









Acadêmicos: Cristina Pereira de Freitas
Larissa Alves Marinho
Nayara Lopes Ferreira










Maringá,27 de setembro de 2011.
INTRODUÇÃO:

O hidróxido de sódio, também conhecido popularmente como soda cáustica, é um sólido branco, um sólido iônico, onde seus cátions sódio (Na+) e seus ânions hidróxido (OH-) ficam dispostos numa rede cristalina. também encontrado na espécie liquida, ponto de fusão 318° C e ebulição a 1388ºC, muito tóxico e corrosivo e bastante solúvel em água (dissociação muitoexotérmica).
De acordo com o grau de dissociação, é caracterizada como uma base forte e hidróxido de metal alcalino.
[pic]
É produzido, industrialmente, por eletrolise de soluções aquosas de NaCl:

2 NaCl + 2 H2O → 2 NaOH + H2 + Cl2
É uma das bases mais usadas na indústria química, servindo na preparação de compostos orgânicos (sabão, seda artificial, celofane, etc.), na indústriaalimentícia com a função de “regulador de acidez”, na purificação de óleos vegetais, na purificação de derivados do petróleo, na fabricação de produtos para desentupir pias, detergentes e sabões, fabricação de vidros opacos;o hidróxido de sódio também é amplamente utilizado como cosmético na fabricação de alisantes de cabelo.
[pic]
Em química analítica, soluções de hidróxido de sódio sãofreqüentemente usadas para medir-se a concentração de ácidos por titração.


Toxicologia:


O hidróxido de sódio é muito reativo e corrosivo, por isso deve ser manipulado com o máximo de cuidado. Seus efeitos podem ser vistos independente da via de contaminação.


A ingestão de soda cáustica é extremamente perigosa porque pode causar graves queimaduras e perfurações nos tecidos da boca,garganta, esôfago e estômago.


A presença de borrifos de NaOH no ar pode provocar pneumonia química.


No contato com a pele pode causar desde vermelhidão e ardência a queimaduras severas.


O NaOH pode provocar queimaduras muito graves no tecido ocular, levando inclusive á cegueira.


1.2. OBJETIVO.
• Determinar o teor de hidróxido de sódio na soda cáustica.




2. PARTEEXPERIMENTAL:
2.1. MATERIAIS E EQUIPAMENTOS UTILIZADOS:

• Bureta
• Ácido clorídrico (HCl)
• Garra metálica
• Suporte universal
• Pipeta volumétrica
• Hidróxido de sódio (NaOH)
• Erlenmeyer
• Água destilada
• Pissete
• Indicador fenolftaleína.




2.2. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL:
2.2.1. PROCEDIMENTO:

Foi lavada a bureta com pequenas quantidadesde solução de HCl (padrão primário), escoando todo o liquido antes da adição do novo volume. Fixou-se a bureta de 25 mL, com auxilio de uma garra metálica, a um suporte universal enchendo-a até um pouco acima do zero da escala, com a solução titulante (padrão). A torneira foi aberta para preencher a extremidade inferior da bureta, zerando-a de modo que a base do menisco do liquido na buretatangencie a marca zero da escala. Com o auxilio da pipeta volumétrica transferiu-se a solução de soda cáustica (NaOH) previamente preparada pelo erlenmeyer, anotando a massa de soda caustica e o volume total da solução de soda. Acrescentou-se ao erlenmeyer cerca de 50 mL de água destilada e três gotas de indicador de fenolftaleína homogeneizando a solução. O erlenmeyer foi colocado sob a bureta eescoando a solução titulante, gota a gota, ate a mudança de coloração; durante a titulação foi controlada a torneira com a mão esquerda e agitado o erlenmeyer com a mão direita (movimentos circulares). Foi lido com exatidão o volume de titulante gasto na neutralização, repetindo o processo por mais duas vezes o processo, a fim de obter o volume médio gasto na neutralização. Foi também calculada a...
tracking img