Relatorio parcial creas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3804 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
* * IDOSOS DEPEDENTES E SEUS DESAFIOS NA CONVIVÊNCIA INTRAFAMILIAR

ALUNA: ANA PAULA SILVA RIBEIRO DE SOUSA UNITINSRESUMO

Este artigo tem como objetivo apresentar uma reflexão a respeito dos “tipos de cuidados oferecidos pelas famílias a idosos dependentes ou não dependentes” a questão foi analisado com base a pesquisas bibliográficas, que pretende abordar assuntos voltados para o idoso, as mudanças ocorridas no envelhecimento, pois e um processonatural que sofre modificações no seu organismo e alterações físicas, estruturais e funcionais, que aumenta o risco de problemas de saúde que contribui para efeitos prejudiciais, tanto físicos como emocional, assim dificultando sua adaptação a essa nova etapa de sua vida, mudanças que afeta sua relação que provoca seu isolamento da sociedade, ocorrendo à redução de contatos sociais. A famíliacomo a primeira assistência ao idoso deve tem o papel de cuidar e apoiar o idoso ,seja em qualquer situação vivenciada no cuidado intrafamilia,deve auxiliar em atividades básicas , em tomadas de decisões praticas,repassando informações dentro outras atribuições que vão sendo exercidas no decorre do convívio intrafamiliar, em especial o cuidado a idosos portadores de demências que necessita de autocuidado e uma atenção mais rigorosa. Percebe-se que a questão do cuidado o tem sua duas faces negativas e positivas, em principal a idosos dependentes que se geram conflitos que afeta a relação da família e o idoso assim ocasionando um rompimento de laços e dialogo que muitas das vezes acontece negligencias e violência contra os mesmo, pois e no âmbito família que são sofridas as maiores agressões apessoa idosa tanto no cunho financeiro, como psicológico e físico, infelizmente temos que deparar com essas situações, Mas o ato de cuidar tem seu lado positivo também, pois quando o cuidador dedica tempo para o cuidado com o idoso os laço afetivo torna se mais fortes possibilitando um cuidado especial e ajudando nas novas adaptações sociais e contribuindo para a plenitude de sua cidadania,fazendo assim valer seus direitos como cidadão.

Palavra chave: Idoso, Família, Cuidado, Cuidador, Violência

INTRODUÇÃO

Sessenta anos, este e o marco etário que define o a terceira idade, que traz em sua chegada varias transformações e desafios de adaptação, o envelhecimento e realidade em todo mundo, que se expandecrescentemente, e tais mudanças pode ocasionar impactos nos diversos seguimentos da sociedade em conseqüência de diferentes conflitos, seja de ordem familiar, econômica, previdência ,social ou de saúde.
Nesse processo de envelhecimento o idoso pode sofrer alterações, que favorece para uma condição na qual o idoso torna-se fragilizado, que conseqüentemente na maioria das vezes esta associadaa doenças crônicas, estas condições torna o idoso dependente de cuidados de outras pessoas, que são os maiores refém da violência intrafamilar, tal atos se refere aos abusos físicos, psicológicos, abandono, negligência, abusos financeiros, que geralmente acontece quando os fatores risco estão presentes no processo do cuidado em condições adversas, trata-se de assunto complexa e de difícilidentificação, pois e um fato oculto pelo mesmo e pela família omissa.
Essa dependência familiar para enfrentamento, do declínio nas condições de vida a família deve esta apoiando o idoso no enfrentamento na sociedade moderna que esta proporcionando oportunidades para os mais jovens, já não havendo oportunidades para o idoso, restando apenas aposentadoria, ou seja, o idoso fica sem nenhuma ocupação,...
tracking img