Relatorio mru

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1161 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS
DEPARTAMENTO DE FÍSICA
LABORATÓRIO DE FISICA I



















MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORME





















ACADÊMICO(S): ISABELA DE ANDRADE A. FERNANDES RA: 76766
LUCAS YAGASHI CAMPANA RA: 69769MARIANA RODRIGUES UBIALLI RA: 76196
TURMA: 02 PROFESSOR: DANIEL GARDELLI
MARINGÁ 30/03/2012.

Resumo: O experimento teve como objetivo conhecer a equação do movimento de um móvel em trajetória retilínea e aprender a interpretar os resultados via gráficos, considerando também a teoria de erros, fazendo assim uma análisedimensional para determinar a dimensão da constante de proporcionalidade.

Introdução: Neste relatório estudaremos o movimento retilíneo e uniforme na prática, utilizando os conceitos teóricos da física básica, obtendo dados experimentais e interpretando resultados gráficos, para que encontremos uma equação do espaço percorrido em função do tempo, desconsiderando o atrito e imperfeiçõesmecânicas dos objetos envolvidos, para descrever um movimento retilíneo sobre uma superfície horizontal.

Desenvolvimento Teórico: O movimento retilíneo uniforme (MRU) é quando o móvel percorre uma trajetória retilínea, apresenta velocidade escalar constante e não possui aceleração (a=0), como a velocidade escalar é constante em qualquer instante ou intervalo de tempo no movimento uniforme, avelocidade escalar média é igual à instantânea.
Na reta MRU situamos uma origem O, onde estará um observador que medirá a posição do móvel x no instante t. As posições serão positivas se o móvel está à direita da origem e negativa se está à esquerda da origem. De modo geral, a função horária do movimento retilíneo uniforme (v) pode ser calculada pela distância (S e S0), baseando-se no tempo (t), S = So +v. t.
Em MRU, a velocidade é considerada negativa quando o móvel anda em sentido contrário do que o movimento inicial. Ou seja, um carro sai do ponto A ao ponto B, se ele voltar ao ponto A, a velocidade será considerada negativa.

DESENVOLVIMENTO EXPERIMENTAL

Materiais Utilizados:
- 1 trilho de ar;
- 1 compressor de ar;
- 1 cronômetro digital;
- 1 carrinho;
- 1 eletroímã;
- 5sensores de tempo;
- 1 trena;
- 1 nivelador;
- Barbante;
- Peso.
Descrição do Experimento: Fixou-se o eletroímã na extremidade do trilho oposto ao lado de onde se encontra a roldana e posicionou-se os sensores de tempo ao longo do trilho, ajustando o primeiro sensor na posição 40 cm indicada no trilho (posição inicial S0=0). Os outros sensores foram colocados eqüidistantes a 15 cm e sua distanciafoi medida com uma régua na parte superior dos sensores entre os riscos. Posteriormente, amarrou-se uma das extremidades do fio no suporte existente no carrinho, e a outra extremidade no suporte de massas (o comprimento do fio, foi tal que a massa suspensa atingiu a bancada, antes do carrinho passar pelo sensor 1) e nivelou-se o trilho. Logo, ligou-se o cronômetro, colocando a chave na posiçãoLIGA, que se encontra oposta ao lado do visor (atrás) do cronômetro e colocou-se o cronômetro na posição F1 e o controlador de intensidade do eletroímã em uma posição maior que a metade. Zerou-se o cronômetro e ligou-se o eletroímã, mantendo a chave seletora na posição LIGA, depois, colocou-se o carrinho junto ao eletroímã e ligou-se o compressor de ar. Em seguida, anotou-se os valores referente aotempo, e zerou-se o cronômetro, repetindo o procedimento, por mais duas vezes. Mudou-se a posição de três sensores, tal que os valores numéricos ficaram-se a uma distância de 20 cm e os demais a uma distância de 10 cm e, repetiu-se o procedimento para as novas quantidades.
Resultados:
a) Tabela 1.1 Medidas experimentais do MRU, com os sensores a uma distância de 15 cm entre si:
|S(cm)...
tracking img