Relatorio lei de ohm

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1450 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade de Sorocaba - UNISO
Engenharia de Produção
Disciplina: Física Geral e Experimental 2

Lei de OHM

Turma: Manhã

Nomes: RA:
André Moraes Santos 00062720
Dafne Cristina Lourenço Teixeira00073234
Fernando Souza 00072146
Leonardo Gaem 00071381
Sales Silva Santos 00070275
Tálita Cristina da Silva Garguerra 00070799

Prof. da Teoria: Emerson Ferreira GomesProf. Dr. Luiz Fernando Charbel



Data da entrega do Relatório
(20 - Mar - 2013)

Dia da semana: Quarta - Feira

Sumário
Resumo: 3
1. Introdução: 3
Corrente Elétricas 4
Condutores Ôhmicos e não ôhmicos 4
Objetivo: 5
2. Materiais e Métodos: 52.2 Descrição do experimento: 7
3. Resultados e Análise dos resultados: 7
3.1circuitos 7
3.2 Tabelas com valores U(V) x I(A),de o apoio para os gráficos e cálculos. 7
3.3 Gráficos I(A) x U(V) 8
3.4 Valores da resistência elétrica para cada gráfico. 9
3.5 Erro de percentual. 10
3.6 Quais são Ôhmicos e os não ôhmicos 10
Análise dos Resultados: 11
4. Conclusão: 11
5.Bibliografia: 11

Resumo:
Este relatório tem por finalidade apresentar um pouco de conhecimento sobra à lei de OHM, corrente elétrica e condutores ôhmicos, e não Ôhmicos, para isso será usado alguns matérias e métodos em um experimento que nos mostrara essa diferença, gerando assim tabelas com os resultados obtidos nos mesmos, com isso teremos uma compreensão mais concreta do funcionamento de um circuitoelétrico.

1. Introdução:
O cientista Georg Simon Ohm (1787 – 1854), a partir de suas medidas experimentais, chegou a conclusão de que todos os materiais sujeitos a uma diferença de potencial apresentam uma resistência de valor constante à passagem da corrente elétrica.

Desta forma, sendo a resistência elétrica uma constante, a intensidade da corrente elétrica cresce proporcionalmente aovalor da tensão aplicada, obedecendo à seguinte expressão:

U = i.R
onde:
R = Resistência (ohms)
I = Intensidade da corrente (ampères)
U = Diferença de potencial ou tensão (volts)

Quando essa lei é verdadeira num determinado resistor, este denomina-se resistor ôhmico ou linear. A resistência de um dispositivo condutor é dada pela fórmula:

Onde:
V é a diferença de potencial elétrico (outensão, ou ddp) medida em Volts
R é a resistência elétrica do circuito medida em Ohms
I é a intensidade da corrente elétrica medida em Ampères
E essa expressão não depende da natureza de tal resistor: ela é válida para todos os resistores.
Entretanto, quando um dispositivo condutor obedece à Lei de Ohm, a diferença de potencial é proporcional à corrente elétrica aplicada; isto é,a resistência é independente da diferença de potencial ou da corrente selecionada.
Diz-se, em nível atômico, que um material (que constitui os dispositivos condutores) obedece à Lei de Ohm quando sua resistividade é independente do campo elétrico aplicado ou da densidade de corrente escolhida.
Um exemplo de componente eletrônico que não possui uma resistência linear é o diodo, que, portanto não obedece à Leide Ohm.

Corrente Elétricas

A corrente elétrica  é o fluxo ordenado de partículas portadoras de carga elétrica, ou também, é o deslocamento de cargas dentro de um condutor, quando existe uma diferença de potencial elétrico entre as extremidades. Tal deslocamento procura restabelecer o equilíbrio desfeito pela ação de um campo elétrico ou outros meios (reação química, atrito, luz, etc.)....
tracking img