Relatorio grupos funcionais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1503 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Sergipe

Curso de Farmácia de são cristóvão

Departamento de química

TESTES PARA GRUPOS FUNCIONAIS

REFERENTE À AULA PRÁTICA DE
04 DE MAIO DE 2011
ALUNOS: ALISSON JORGE
FRANCIS VIEIRA
LOIDE OLIVEIRA
RODOLFO ALVES
PROFESSORA: MARIZETH LIBÓRIO BARREIROS

São Cristóvão - SE
MAIO 2011
1. TÍTULO DO EXPERIMENTO;1. Testes para grupos funcionais;

2. OBJETIVO

✓ Identificar grupos funcionais orgânicos de amostras desconhecidas, a partir de reações com mudança de cor e/ou formação de precipitado;

3. INTRODUÇÃO

Cada grupo funcional apresenta certas reações características, daí as mesmas serem utilizadas como reações de identificação. Estas reações são testes qualitativos que permitemcaracterizar uma determinada funcionalidade observando-se uma transformação química através de mudanças físicas provocadas por uma reação. Algumas dessas mudanças não são fáceis de serem observadas, mas úteis num determinado instante particular. Com restrições adicionais, os testes de análise funcional devem ser realizados à pressão atmosférica e num intervalo de tempo relativamente pequeno.
Apartir da evidência experimental acumulada, deduz-se o grupo funcional, ou os grupos funcionais, que provavelmente estão presentes na amostra desconhecida, e realizam-se os ensaios por meio de reagentes apropriados à classificação.
Abaixo estão listados os mais importantes testes de análise funcional, organizados por classes funcionais.

1. Identificar Alcenos e Alcinos

Devido àpronta disponibilidade dos elétrons π as ligações C = C e C ≡ C sofrem uma série de reações químicas incomuns em outras classes de substâncias orgânicas. Os testes mais utilizados para a detecção de ligação C - C múltipla (alcenos e alcinos) em amostras orgânicas são o da adição de bromo e da oxidação com permanganato de potássio (teste de Bayer).

✓ Teste de Bayer (KMnO4/H2O) -Consiste na reação da solução de permanganato de potássio em meio aquoso com a ligação múltipla de um alqueno ou alquino. O teste é positivo se a solução violeta do íon permanganato se descora imediatamente com formação de precipitado marrom (MnO2).

( Teste com solução de bromo em tetracloreto de carbono - Ligações múltiplas de alquenos e alquinos descoram a solução de bromo em tetracloreto decarbono devido à formação de dibrometo ou tetrabrometo, incolores.

2. Identificar Álcoois

A identificação dos álcoois primários e secundários é feita com o teste de Jones e com o teste de Lucas.

( Teste de Jones - O teste de Jones baseia-se na oxidação de álcoois primários e secundários a ácidos carboxílicos e cetonas, respectivamente, pelo ácido crômico. A oxidação éacompanhada pela formação de um precipitado verde de sulfato crômico.

( Teste de Lucas - O chamado teste de Lucas é a reação de álcoois com solução de ácido clorídrico e cloreto de zinco, com a formação de cloreto de alquila.

A reação ocorre com a formação de um carbocátion intermediário. Forma-se mais rapidamente o carbocátion mais estável e, a reatividade de álcoois aumenta na seguinteordem: secundário < terciário < alílico < benzílico. Os álcoois alílicos, benzílicos e terciários reagem imediatamente. Os álcoois secundários demoram cerca de 5 minutos para reagir.

3. Identificar Fenóis

Os fenóis têm características ácidas. Os valores de pKa variam muito com a natureza dos substituintes. Os principais testes de identificação de fenóis produzem cor

(Teste com cloreto férrico - Os fenóis formam complexos coloridos com íon Fe3+. A coloração varia do azul ao vermelho. O teste do cloreto férrico pode ser efetuado em água, metanol ou em diclorometano.

[pic]

4. Identificar Ácidos Carboxílicos

✓ Teste com hidróxido de sódio a 5% - A solubilização da amostra com hidróxido de sódio indica a presença a presença de...
tracking img