Relatorio final

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5206 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
455
PROJETO VIOLÊNCIA E ARTE-EDUCAÇÃO PARA A CIDADANIA
Carmem Silvia Sanches JUSTO1
Resumo: Em face da crescente participação do jovem na criminalidade, e considerando a
escola como um dos cenários privilegiados para se traçar estratégias de prevenção
e enfrentamento dessa problemática, desenvolvemos o projeto Violência e arteeducação
para a cidadania, em duas escolas de ensino médio, emMarília-SP. O
projeto consistiu na realização de grupos de discussão, debates de filmes e leitura
de imagens fotográficas com pais e professores; aplicação da enquete Raio X para
noventa alunos, visando levantar suas sugestões e críticas sobre problemas
emergentes na escola, bairro, cidade e pais. O trabalho realizado demonstrou o êxito
de propostas artístico-educativas capazes de articularpais, professores e alunos na
reflexão sobre a violência na sociedade contemporânea e no empreendimento de
ações visando a melhoria do ambiente escolar.
Palavras-chave: ensino médio; violência; arte-educação; articulação escola-comunidade.
INTRODUÇÃO
O espaço escolar é o principal lugar de atuação e socialização do adolescente,
lugar privilegiado para a difusão do conhecimento, expansãointelectual e afetiva do aluno. Na
sociedade atual, globalizada, capitalista e cada vez mais competitiva, o tempo que os pais
podem dedicar a seus filhos é escasso, o que faz aumentar ainda mais as responsabilidades da
escola com a educação e a formação geral de futuros cidadãos. Urge a importância de se
apropriar desse espaço, fazendo dele um ambiente propício para ampliar a consciência critica
detodos os agentes sociais –educadores, pais e alunos – valorizando a participação e a coresponsabilidade
como instrumentos importantes à efetiva consolidação da democracia em
nosso país e para construir uma escola cidadã, que seja um antídoto eficaz no combate ao
desinteresse dos alunos pelos assuntos escolares, à indisciplina e à violência emergente nas
escolas e na sociedade, de maneirageral.
Nos dias de hoje é imprescindível buscar estratégias de prevenção, pois ao
observarmos os números sobre a violência é fácil concluir que medidas de enfrentamento
devem ser tomadas sob o risco de nós, ou de nossos familiares, sermos os próximos a
engrossar as estatísticas sobre o fenômeno da criminalidade. Ainda mais desalentador é
perceber que a participação do jovem nas ocorrênciascriminais tem crescido nitidamente.
Dados comparativos de pesquisa conduzida em Marília/SP, cidade de aproximadamente
duzentos mil habitantes, apontaram que em 1996, 58% dos envolvidos em ocorrências criminais
1 Faculdade de Filosofia e Ciências – UNESP – Campus de Marília
456
tinham até 25 anos; em 2001 esse número saltou para 71%, sem considerar os atos
infracionais cometidos por menores de 18anos (Félix, 2002).
Não é tarefa fácil identificar as causas da violência, mesmo reconhecendo que
inúmeros pesquisadores, de diferentes áreas de estudo, como Costa (1988, 1997), Zaluar
(1994), Morin (1998), Castro (2001), entre outros, têm ampliado as reflexões sobre o assunto.
Em suas análises, que muito contribuíram no aporte teórico do projeto Violência e arteeducação
para a cidadania, vimosque problemas como a pobreza, má distribuição de renda,
desemprego, poder crescente do narcotráfico, escola ineficiente e falta de políticas públicas
preventivas direcionadas ao segmento infanto-juvenil da população são ingredientes
importantes para o aumento da violência, embora nenhum deles sozinho faça crescer a
participação do jovem na criminalidade.
Os fatores subjetivos,intrafamiliares e culturais interagem na determinação
desse avassalador problema da violência, que se estende para cidades brasileiras de médio
porte, atingindo, sobretudo os jovens. Por tratar-se de um fenômeno bastante complexo e
multicausal, seu enfrentamento depende da percepção tanto de fatores estruturais, ou seja,
ligados ao empobrecimento de parcelas cada vez maiores da população, como de...
tracking img