Relatorio final

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4930 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
“ACOLHENDO A ALFABETIZAÇÃO NOS PAÍSES DE L ÍNGUA PORTUGUESA” – REVISTA ELETRÔNICA ISSN: 1980-7686
Equipe: Grupo Acolhendo Alunos em Situação de Exclusão Social da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo e PósGraduação em Educação de Jovens e Adultos da Faculdade de Educação da Universidade Eduardo Mondlane. (Via Atlântica: Perspectivas Fraternas na Educação de Jovens e Adultos entreBrasil e Moçambique). PROCESSO 491342/2005-5 – Ed. 472005 Cham. 1/Chamada. APOIO FINANCEIRO: CNPq e UNESCO

Alfabetização: desafios da prática alfabetizadora Literacy: the challenges of its practice
Jacqueline de Fátima dos Santos MORAIS Mairce da Silva ARAÚJO

RESUMO Apesar de importantes pesquisas serem divulgadas nas últimas décadas sobre os múltiplos aspectos que contribuem para a produçãodo fracasso escolar na alfabetização, vimos reacender, recentemente, a defesa de que este problema relaciona-se fundamentalmente aos métodos utilizados pelas professoras. Dialogando com Freire e Morin, entre outros autores, continuamos a defender, no presente artigo, que precisamos ver com olhos menos reducionistas a alfabetização. Em nossas reflexões sobre a vivência cotidiana no mundo daescola, temos percebido que as aproximações entre o legado de Paulo Freire e a epistemologia da complexidade podem apontar novas pistas para a construção de práticas alfabetizadoras emancipatórias. Práticas que potencializem professores e professoras, alunos e alunas, a escreverem e dizerem suas próprias palavras, especialmente, em contextos históricos de exclusão e negação das diferenças culturais,como na sociedade brasileira. Trazendo situações do campo da pesquisa, o trabalho enfoca a multiplicidade de experiências com a linguagem escrita, que acontecem no cotidiano da escola, desvelando os ambientes alfabetizadores múltiplos e híbridos que compõem o cotidiano escolar. O desafio que hoje temos na escola é o de ver a leitura como algo mais que apenas soletrar a escrita, e vermos na escritaalgo mais que a transcrição da fala. É preciso que nós, professores e professoras, nos apropriemos de referenciais teóricos que nos ajudem a olhar e ver de forma ampliada o processo de alfabetização. Não se trata de propor à professora um novo método de alfabetização, porém, trata-se de enfatizar a importância da reflexão coletiva e do permanente se prepara como condições básicas para ofortalecimento de uma prática alfabetizadora comprometida com as crianças das classes populares. Palavras-chave: alfabetização, cotidiano escolar, formação de professores.

157

Revista Eletrônica Acolhendo a Alfabetização nos Países de Língua Portuguesa” Sítios Oficiais: www.mocambras.org / http://www.acoalfaplp.org/

ABSTRACT In spite of the important researches made known in the last decades aboutthe multiple aspects which contribute to the production of school failure in literacy, we have seen recently to be brought to light the connection of this problem to the teaching methods used by teachers. Based on a dialogue with Freire and Morin among others, we continue in this article, our defense of an urge to see literacy through less reducing point of view. In our reflections about the dailylife in the school’s world we have noticed that the approach between Paulo Freire’s legacy and the epistemology of complexity may point out new clues to the construction of emancipating literacy practices. Such practices do bring power not only to teachers-to-be, but also to learners, as they write and express themselves, especially in historical contexts of exclusion and the denial of culturaldifferences in the Brazilian society. This work focuses, through situations of field research, on the multiplicity of experiences with the written language, which happen on the school’s daily life, revealing the hybrid and multiple literacy environments which are part of that daily life. The challenge we face at school nowadays is that of seeing the reading as more than a mere act of spelling, and...
tracking img