Relatorio final de estagio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3888 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL

CURSO DE SERVIÇO SOCIAL – Modalidade EAD

MARIA APARECIDA DOS SANTOS



Relatório de Trabalho de Conclusão de Curso I

Trabalho Acadêmico Apresentado à disciplina de TCC I

Professor Regente da Disciplina: Luiz Gustavo Santana
Professor Tutor Virtual: Vanessa dos Santos Pozzer
ProfessorTutor Presencial: Juliana Cavalcante


Elesbão Veloso
2012

1. SUMÁRIO



1. Tema.......................................................................................................................03
2. Objetivos.................................................................................................................05
3. ReferencialTeórico.................................................................................................06
4. Metodologia.............................................................................................................14
5. Referências Bibliográficas.......................................................................................15




03
1. TEMA:

VIOLÊNCIA CONTRA AMULHER: efeitos psicossociais causados às vítimas da violência doméstica atendidas no CREAS.

A violência contra a mulher está presente no dia-a-dia da sociedade sob as mais variadas formas. Freqüentemente entendida somente como agressão física, atinge, quase sempre a integridade moral, psicológica e os direitos legais.
Neste sentido, a violência é sempre necessariamente uma violação do direito àliberdade, do direito de ser sujeito constituinte de sua própria história. Pois assim, a violência contra a mulher é tratada historicamente de forma obscura, e considerada como “assunto de família”. Isto é reforçado pelo constrangimento e insegurança da própria vitima em denunciar a violência sofrida, bem como, pela indiferença social, refletida nas próprias leis que sempre deixam de lado essaquestão.
E a mulher assim vem sofrendo todo tipo de violência na sua vida cotidiana: educação diferenciada, não reconhecimento intelectuais invariáveis acintes morais; enfim, o uso e abuso, chegando à extrema violência, do estupro e homicídio. Sendo ela, pois, sem distinção de cor, idade ou situação econômica. A violência encontra-se arraigada em nossa sociedade que passa a ser encarada, porparcelas significativas desta, como fenômeno natural sendo, muitas vezes banalizadas, vista como algo natural.
Entretanto, graças à luta incessante do movimento de mulheres, hoje este assunto pode ser discutido publicamente e entendido como uma questão social de responsabilidade do poder público.
Um avanço que as mulheres vitimadas conquistaram em Elesbão Veloso foi à ampliação dosserviços do CREAS (Centro de Referencia Especializado De Assistência Social) Apartir da portaria de nº 431 de 03 de dezembro de 2008 no artigo 5º parágrafo único diz que: os municípios a que se refere o CAPUT deverão ampliar o atendimento do CREAS com oferta de serviços de enfrentamento á violência, ao abuso sexual e a exploração sexual a crianças e adolescentes,

04

mulheres, pessoas comdeficiências, dentre outros segmentos, identificados sujeitos a violação de direitos edificados no âmbito local.
Levando-se em consideração os dados significativos da evolução da violência contra a mulher brasileira e, especificamente a da nossa realidade elesbonense, surgiu à idéia de se fazer um estudo, sobre esta questão no CREAS (Centro de Referencia Especializado De Assistência Social), porser um local disponibilizado às vítimas de violência, onde estas encontram o apoio da lei e a solidariedade necessária ao enfrentamento do drama da violência.
Do ponto de vista do assistente social torna-se importante discutir a questão da violência praticada contra a mulher, não só por ser uma profissão marcadamente feminina – onde o profissional está inserido numa classe “privilegiada”...
tracking img