Relatorio filme o nome da rsa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1134 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Relatório
Filme O Nome da Rosa

Natureza do filme
Trata-se do ano 1327, ou seja, a Alta Idade Média. Lá se retoma o pensamento de Santo Agostinho (354-430), um dos últimos filósofos antigos e o primeiro dos medievais, que fará a mediação da filosofia grega e do pensamento do início do cristianismo com a cultura ocidental que dará origem à filosofia medieval, a partir dainterpretação de Platão e o neoplatonismo do cristianismo.
O Nome da Rosa pode ser interpretado como tendo um caráter filosófico, quase metafísico, já que nele também se busca a verdade, a explicação, a solução do mistério, a partir de um novo método de investigação. E Guilherme de Bascerville, o frade franciscano detetive, é também o filósofo, que investiga, examina, interroga,duvida, questiona e, por fim, com seu método empírico e analítico, desvenda o mistério.
A história desenvolve-se na ultima semana de 1327, num monastério da Itália medieval. A morte de sete monges em sete dias e noites, cada um de maneira mais insólita - um deles, num barril de sangue de porco, é o motor responsável pelo desenvolvimento da ação. Este filme é uma crônica da vidareligiosa no século XIV, e relato surpreendente de movimentos heréticos.
O título "O nome da Rosa" foi usada na Idade Média significando o infinito poder das palavras. A rosa subsiste seu nome, apenas; mesmo que não esteja presente e nem sequer exista. A “rosa de então”, centro real desse romance, é a antiga biblioteca de um convento beneditino, na qual estavam guardados, em grandenúmero, códigos preciosos: parte importante da sabedoria grega e latina que os monges conservaram através dos séculos.

Autoria
O filme O Nome da Rosa, dirigido pelo francês Jean-Jacques Annaud, foi uma adaptação do romance, de mesmo nome, escrito por Umberto Eco.

Personagens
* William de Baskervile
Ex-inquisidor, que na estória representa a “razãofilosófica” e a “ciência” e ele é apresentado como um homem de idéias e procedimentos avançados para a época.
* Adso de Melk
É um dos personagens principais do romance de Umberto Eco intitulado "O Nome da Rosa". Filho do Barão de Melk, o jovem, juntamente com o seu tutor e mestre, Guilherme de Baskerville, tenta desvendar crimes cometidos em um monastério em algum lugar dosAlpes italianos durante a Idade Média. Há semelhança entre o seu nome e o de "Watson", fiel escudeiro de Sherlock Holmes, somada à referência latina "adsunt", ou seja, "que está sempre presente".
* Jorge de Burgos
Monge místico e cego, guardião da biblioteca da abadia, onde se desenrola. É descrito como “a própria memória da biblioteca”.

Tese central do filmeA tese central do filme é o conhecimento, a liberdade de estudo e de ensino, a livre circulação do conhecimento, cujo dogmatismo religioso, encarava como potencialmente perigoso.

Enredo
O filme “O nome da Rosa”, baseado no livro de Umberto Eco, conta uma estória que se passa na última semana de novembro de 1327 num mosteiro beneditino construído no século XIII nasmontanhas italianas e tem como trama a investigação da morte de sete monges em sete dias. O título escolhido: “o nome da Rosa” era uma expressão usada na Idade Média que servia para denotar o infinito poder das palavras e este é o ponto principal da estória, pois a igreja tenta a todo custo “apagar” as palavras de Aristóteles, um filósofo extremamente conceituado pelo clero pelo fato da igreja terassumido o sistema cosmológico do grego, que colocava que o universo era composto de duas regiões: o céu e a terra. Teoria esta que se afinava com o Gênesis bíblico. Aristóteles passou a ser figura respeitável do clero quando São Thomas de Aquino, uma expoente figura da teologia cristã inseriu no cristianismo a ciência e a filosofia de Aristóteles, passando inclusive a ser chamado por muitos do clero...
tracking img