Relatorio de imunologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3353 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RELATÓRIO DE ESTAGIO SUPERVISIONADO
EM IMUNOLOGIA




















LÁBREA – AM
Junho / 2012
EDIMILSON FERREIRA DE LIMA













RELATÓRIO DE ESTAGIO SUPERVISIONADO EM
IMUNOLOGIA



























Lábrea – AM
Junho / 2012
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO
OBJETIVOS
MATERIAL E MÉTODOS
GRUPO SANGUINEO (ABO RH)
PCR(Proteína C Reativa)
Interpretação dos resultados
REAÇÃO DE WIDAL
Informações Gerais
Interpretação dos resultados
VDRL- SÍFILIS
Amostra
Procedimento
Interpretação dos resultados
Finalidade
Procedimento
Conclusão









INTRODUÇÃO

O Técnico em Análises Clinicas é a pessoa mais próxima do paciente na hora do exame. Além de coletar o sangue, ou material necessário para análise,são eles que tranquilizam os pacientes e esclarecem as dúvidas sobre a função de cada exame solicitado pelo médico. Diagnosticar todos os tipos de doença dentro do laboratório de análises clínicas é o objetivo do profissional. Para isso estudamos e estagiamos em laboratórios com a estrutura necessária para o aprendizado prático dos alunos. Microscópios, centrífugas, estufas, banho-maria, meios decultura e kit´s de análises estão à disposição dos alunos sob a orientação dos professores.
A definição de imunologia advém da sua etimologia, a palavra latina immune, que quer dizer “isento de”, e a grega logia, que significa “ciência”. Pode-se, então, definir como a ciência que estuda os processos de defesa do organismo, seus agressores e sua interação, além de analisar a distinção entre o que épróprio e não próprio do organismo.
A imunologia é considerada uma ciência nova e sua origem está atribuída a Edward Janner, que em 1796 descobriu a utilização da vacina como proteção contra a varíola humana, uma doença com consequências fatais. (JANEWAY et al.,2002).
No setor de Imunologia em um Laboratório de Análises Clínicas, as reações imunoquímicas são as bases de uma grande variedade deensaios clínicos sensíveis e específicos. Nestes testes, em geral, utiliza-se anticorpos como reagentes para a detecção de substâncias químicas (antígenos) de interesse. É a especificidade e a alta afinidade de anticorpos para antígenos específicos, juntamente com a capacidade exclusiva dos anticorpos interligarem aos antígenos, que permitem a identificação e a dosagem de substâncias específicaspelos métodos imunológicos. (Tietz,1996). Dentre algumas reações utilizadas no Laboratório de Imunologia estão às reações de precipitação e aglutinação. A primeira ocorre entre antígenos multivalentes (macromoléculas solúveis) e anticorpos dos tipos IgG, IgA, IgM ou, possivelmente IgE, levando a formação de mosaicos tridimensionais que se agregam e se precipitam. Já as reações de aglutinação ocorrementre um antígeno particulado e seu anticorpo específico (aglutinação direta) ou entre uma partícula inerte e recoberta pelo antígeno solúvel e seu anticorpo específico (aglutinação indireta ou passiva). Em geral, as reações de aglutinação, são simples, mas necessitam de uma cuidadosa padronização e do uso de controles positivos e negativos.
DESENVOLVIMENTO
O presente relatório tem comoobjetivo descrever as atividades realizadas e metodologias empregadas no setor de Imunologia do laboratório do Hospital Regional de Lábrea, localizado no Município de Lábrea–AM, durante o período de 14/12/2012 á 24/012/2012. Os exames realizados têm como principais objetivos um melhor entendimento da matéria ministrada em sala de aula. Observação e discussão dos resultados, com base no conteúdo,apresentado.
As atividades foram instruídas e supervisionadas pelo professor Antônio Duarte, Farmacêutico Bioquímico. CRF/AM 2724. O laboratório onde foram feitas as atividades do estágio é modesto, mas dispõe de bancadas nas quais estão dispostos os microscópios, cadeiras, armários com equipamentos e materiais para a realização de diversas análises, pias, produtos químicos, materiais de coleta e...
tracking img