Relatorio de fisica experimental pratica 9 capacidade termica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1302 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ
CENTRO DE TECNOLOGIA
ENGENHARIA DE TELEINFORMÁTICA







Prática 9: Capacidade térmica e Calor específico




Elias Batista Souza
Matrícula: 0345733
Turma: 26A
Professor: Júlio Cesar







Fortaleza, Ceará
2013

Objetivos


- Determinar a capacidade térmica de um calorímetro
- Determinar o calor específico de vários sólidosMaterial


- Calorímetro com agitador

- Amostras de ferro, alumínio e cobre

- Balança

- Termômetro

- Água

- Fonte de calor

- Béquer

- Proveta graduada

Introdução



A calorimetria é a parte da física que estuda os fenômenos decorrentes da transferência dessa forma de energia chamada calor.

Quando colocamos dois corpos com temperaturas diferentes emcontato, podemos observar que a temperatura do corpo "mais quente" diminui, e a do corpo "mais frio" aumenta, até o momento em que ambos os corpos apresentem temperatura igual. Esta reação é causada pela passagem de energia térmica do corpo "mais quente" para o corpo "mais frio", a transferência de energia é o que chamamos calor. Existem mais de um tipo de calor , aqui, falaremos sobre o calorsensível e o calor latente.
É denominado calor sensível, a quantidade de calor que tem como efeito apenas a alteração da temperatura de um corpo.
Este fenômeno é regido pela lei física conhecida como Equação Fundamental da Calorimetria, que diz que a quantidade de calor sensível (Q) é igual ao produto de sua massa, da variação da temperatura e de uma constante de proporcionalidade dependente danatureza de cada corpo denominada calor específico. [C = Q/(ΔT*m)]

Nem toda a troca de calor existente na natureza se detém a modificar a temperatura dos corpos. Em alguns casos há mudança de estado físico destes corpos. Neste caso, chamamos a quantidade de calor calculada de calor latente.
A quantidade de calor latente (Q) é igual ao produto da massa do corpo (m) e de uma constante deproporcionalidade (L). (QL= m.L)
A constante de proporcionalidade é chamada calor latente de mudança de fase e se refere a quantidade de calor que 1g da substância calculada necessita para mudar de uma fase para outra.
Para entendermos os fenômenos envolvendo calor é necessário também saber a definição de alguns termos como Calor específico e Capacidade térmica:
Calor específico é uma grandeza física quedefine a variação térmica de determinada substância ao receber determinada quantidade de calor. Também é chamado de capacidade térmica mássica. É constante para cada substância em cada estado físico. Pode-se dizer que o calor específico caracteriza uma substância (em determinado estado físico).

Capacidade térmica é a quantidade de calor que um corpo necessita receber ou ceder para que suatemperatura varie uma unidade.




Procedimento


Procedimento 1:

1- Colocou-se uma massa m’= 80g de água no calorímetro à temperatura ambiente e anotou-se a temperatura da água fria, ou seja, a temperatura ambiente (t0).

2- Colocou-se 100 mL de água no béquer para que aquecer até aproximadamente 60ºC. Anotou-se a temperatura da água aquecida (T), e as massas da água quente e da águafria.

3- Colocou-se a água aquecida no calorímetro contendo contendo 80g de água a temperatura ambiente.

4- Agitou-se a água do calorímetro usando o termômetro digital.

5- Depois da água atingir o equilíbrio térmico, anotou-se a temperatura de equilíbrio (te).


Tabela 9.1
m= massa de água quente 100 mL
m’= massa de água fria 80 mL (g)
c0 = calor especifico da água 1cal/goCT = temperatura da água quente 60 oC
t0 = temperatura da água fria 27,2 oC
te = temperatura final de equilíbrio 43,3 oC
C = capacidade calorífera do calorímetro 23,73 oC


6- Calculou-se a capacidade calorífera do calorímetro. (C = 23,73 oC)

Procedimento 2:

1- Colocou-se uma massa m’ = 200g de água a temperatura ambiente no calorímetro e anotamos na tabela 9.2.

2- Aqueceu-se a...
tracking img