Relatorio de estagio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2543 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

* 1.1 HIPERTENSÃO ARTERIAL

A hipertensão arterial sistêmica (HA) é o agravo mais comum na população adulta em todo mundo e um fator de risco muito importante para as doenças cardiovasculares. Entre esses, destaca-se o acidente vascular encefálico (SILVA 2002).
A hipertensão é definida como a pressão sanguínea diastólica permanentemente aumentada acima de 90mmHg e acompanhada pela elevação na pressão sanguínea sistólica (>14 mm HG). A hipertensão é resultado do aumento do tono da musculatura lisa dos vasos periféricos, a que leva ao aumento da resistência arteriolar e redução da capacidade do sistema venoso (MYCECK, 2002).
A pressão arterial elevada provoca alterações patológicas na vasculatura e hipertrofia do ventrículo esquerdo. Em conseqüência,a hipertensão constitui a principal causa de acidente vascular cerebral, leva a doença das artérias coronárias com infarto do miocárdio e morte cardíaca súbita e representa o principal fator contribuinte na insuficiência cardíaca, na insuficiência renal e no aneurisma dissecante da aorta (HARDMAN, 2003).

* 1.2 CLASSIFICAÇÃO DA HIPERTENSÃO


1.2.1 Hipertensão Primária

Ahipertensão primária surge em geral entre 35 a 40 anos, é mais comum em mulheres do que em homens. A hipertensão primária resulta da interação de fatores genéticos com componentes ambientais (BRASILEIRO, 2000).
Fatores genéticos, quando os pais são hipertensos, os filhos correm alto risco de também desenvolver hipertensão arterial (em até 75% dos casos de hipertensão, há história familiar(BRASILEIRO 2000).
Fatores ambientais, moradores das cidades têm níveis pressóricos mas elevados do que os que vivem em áreas rurais; quando estes se mudam para as cidades, passam a ter maior risco de desenvolver a hipertensão. (BRASILEIRO, 2000).
Vários componentes da dieta podem influenciar a pressão arterial:
* Sódio, em mais da metade dos hipertensos, a quantidade de salingerido tem papel revelante na hipertensão arterial. O sódio atua de varias maneiras: em quantidade elevada causa retenção de líquidos, expansão do volume extra celular e aumento do debito cardíaco;
* Fibras, dieta rica em carboidratos complexos (fibra reduz a pressão arterial).
* Álcool, 5% dos casos de hipertensão sejam atribuídos pela ingestão de álcool (BRASILEIRO, 2000).

1.2.2Hipertensão Secundária

Quando a hipertensão arterial é causada por doenças conhecidas, fala-se em hipertensão secundária. Em cerca de 90% dos casos, porém não existe uma causa evidente e ela é chamada hipertensão primária ou essencial. (BRASILEIRO, 2000).
*

* 1.3 TRATAMENTO FARMACOLÓGICO
*

A hipertensão discreta pode freqüentemente ser controlada comum único fármaco. A hipertensão mais severa pode necessitar de vários fármacos para seu tratamento, os quais são selecionados no sentido de minimizar os efeitos adversos do regime acoplado (MYCECK, 2002).

* 1.4 CLASSIFICAÇÃO DOS ANTI-HIPERTENSIVOS

1.4.1 Diuréticos

Os diuréticos têm sido as drogas mais usadas no tratamento da hipertensão por mais de 30 anos e apresentam um papelvital no controle desta condição, seja isoladamente ou em combinações com outras drogas. (SILVA, 2002).
O local de ação destas drogas é o nefron (unidade morfo funcional do rim). O mecanismo exato pelo qual os diuréticos baixam a pressão sanguínea não é totalmente compreendido (BRASILEIRO, 2000).

PRINCÍPIO ATIVO | NOME COMERCIAL |
Furosemida | Lasix® |
Espironolactona | Aldactone® |Hidroclorotiazida | Clorana® |
Triantereno | Diurana® |
QUADRO 1: Exemplos de diuréticos e seus nomes comerciais.

1.4.2 Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina


Os inibidores da enzima de conversão de angiotensina (ECA) são recomendados quando os agentes de primeira linha (Diuréticos ou beta-bloqueadores) estão contra indicados ou ineficazes. Apesar de seu amplo uso, não esta claro...
tracking img