Relatório final sobre a experiência de estágio em serviço social no campo da saúde mental - balada do louco

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3362 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
MARCELE ARRUDA DE OLIVEIRA

Relatório final da disciplina de OTP
Estágio I

Novembro, 2009.

Marcele Arruda de Oliveira

Relatório final da disciplina de OTP – Estágio I

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO
PROFESSOR: JOSÉ AUGUSTO BISNETO
DISCIPLINA: ORIENTAÇÃO E TREINAMENTO PROFISSIONAL
ESTÁGIO I - INSTITUIÇÃO MUNICIPAL PHILIPPE PINELRio de Janeiro, 2009.
UFRJ

RESUMO
Este trabalho consiste, em um trabalho final da disciplina de orientação e
treinamento profissional, tendo como função resumir as minhas atividades
desenvolvidas no meu campo de estágio, procurando descrever as minhas
estratégias de abordagem, meus medos e minhas angú stias relacionado toda
essa experiência com minha vida acadêmica.

SUMÁRIO
1 MÚSICA“BALADA DO LOUCO”
2 INTRODUÇÃO
3 DESENVOLVIMENTO DE RELATÓRIO
3.1 ALGUNS CASOS QUE FIZ UM SUPORTE “PROFISSIONAL”
DENTRO DA INSTITUIÇÃO
4 CONCLUSÃO
5 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1 Balada Do Louco
Os Mutantes
Composição: Arnaldo Baptista / Rita Lee
Dizem que sou louco por pensar assim
Se eu sou muito louco por eu ser feliz
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Se elessão bonitos, sou Alain Delon
Se eles são famosos, sou Napoleão
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu
Se eles têm três carros, eu posso voar
Se eles rezam muito, eu já estou no céu
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, não é feliz
Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou euSim sou muito louco, não vou me curar
Já não sou o único que encontrou a paz
Mas louco é quem me diz
E não é feliz, eu sou feliz

2 INTRODUÇÃO

Começarei o meu relatório citando essa música, ela fez parte de um
ensaio que ocorreu dentro do meu campo de estágio IMPP para um Sarau que
foi organizado por usuários do serviço e por alguns profissionais da instituição.
Para mim esses ensaiosfoi um momento muito importante, “senti os meus
olhos brilhando”. Parar por um momento e escutar os internos, ex-internos,
usuários do ambulatório - cantar, recitar poemas, organizar peças teatrais - foi
algo muito especial, demonstra que se eles tiverem a capacidade de serem
ouvidos, de receberem um estímulo eles poderão se organizar e terão a
capacidade de desenvolver atividades muitocriativas.

Eu já havia participado do Pinel Fashion Day, logo, no início do estágio e
já havia me espantado com a capacidade de cada um deles, pois acredito ter
entrado nesse campo de estágio com a mesma visão de leigo que a grande
maioria possui, acho que em grande parte duvidamos da capacidade dessas
pessoas. Mas que bom, a partir desse momento me surpreendi, eles possuem
um carisma, umaalegria que não tem tamanho é uma espontaneidade sem
igual.
Lembro-me de todos os detalhes desde que entrei no estágio, do
momento da entrevista, veio a angustia de ser ou não s elecionada. Quando fui
chamada veio à expectativa de como seria. E quando comecei? Era tudo muito
novo, não sabia como lidar, como me portar, de que forma iria me direcionar
com aquelas pessoas ali dentro. A sensaçãoque tive foi que estava em outro
mundo, era outra realidade, mas que estava disposta a enfrentar, era o meu
desafio que deveria seguir. Com o tempo fui pegando o jeito e percebi que era
a mesma dificuldade que encontrava “aqui fora” e por que passei a entender
que cada indivíduo ali também tem o seu jeito, tem sua história e que o fato de
serem portadores de transtornos mentais não osdiferencia va, são apenas
seres humanos, iguais a mim. O que muda é que muitos não conseguem
controlar os seus impulsos, seus desejos, mas será que um dia eu não po deria
cometer algo do tipo? É sempre uma dúvida, pois o ser humano é fabuloso,
surpreendente.
Não posso deixar de falar sobre os meus “surtos”, quantas vezes pensei
em largar tudo, pois o meu estágio é uma instituição que tem um clima...
tracking img