Relatório experimental de química

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1204 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Centro Universitário do Leste de Minas Gerais
Relatório Experimental de Química

Identificação de Amostras
Sólidas e Líquidas

Objetivo
Fazer com que os alunos aprendam a conceituar propriedades intensivas e extensivas, e determinar experimentalmente a densidade de sólidos irregulares e regulares.

Descrição Teórica
Fazer três experimentos, cujo 1º seja para determinar a densidade desólido com forma irregular, o 2º seja para determinar a densidade absoluta de sólidos com forma regular, e o 3º para determinar a densidade absoluta de amostras líquidas.

Procedimento Experimental
1º Experimento:
Pesou-se 04 amostras de dois metais diferentes e anotou-se as massas em uma tabela.
Depois, colou-se água destilada em um proveta até o completar de um certo volume estimado eintroduziu-se, individualmente, cada amostra na proveta.
Por diferença entre os volumes finais e iniciais, foi calculado o volume de cada metal, e logo depois, suas respectivas densidades.

2º Experimento:

Duas amostras de forma regular, constituídas de madeira, foram analisadas e medidas, por um paquímetro, para a determinação de suas dimensões.
Logo depois, calculou-se os volumes decada amostra sólida em madeira, utilizando as devidas equações de cada amostra.
Pesou-se as amostras, para conseqüentemente , com os valores do volume e da massa, conseguir obter a densidade de cada uma delas.

3º Experimento:

Em uma proveta foi colocado um líquido, até o seu limite de graduação.
Lenta e cuidadosamente, colocou-se um densímetro no líquido, deixando que ele flutuasse semencostar-se à parede da proveta, para se fazer a leitura.


Resultados
1ª Experiência
* Comparação entre densidades obtidas, para duas amostras de um mesmo tipo de material, obtida através do deslocamento de volume.
Foi usado 2 tipos de metais, e 2 amostras de cada tipo, aparentemente iguais. Mediu-se o volume das amostras através de uma proveta com capacidade de 100ml. Colocou-se 60ml deágua destilada na proveta, e introduziu uma amostra de cada vez. Com a diferença do volume final, foi calculado o volume de cada amostra, e por seguinte, suas respectivas densidades.
Amostra | Metal 1 | Metal 1 | Metal 2 | Metal 2 |
Massa da amostra (g) | 52 | 55,71 | 19,71 | 21,42 |
Volume inicial (ml) | 60 | 60 | 60 | 60 |
Volume final (ml) | 66 | 66 | 62 | 63 |
Volume do metal (ml) |6 | 6 | 2 | 3 |
Densidade (g/ml) | 8,66 | 9,28 | 9,85 | 7,14 |

Discussão dos resultados
1- Houve diferença entre os resultados obtidos nas duas amostragens? Qual a diferença percentual? Qual a conclusão?
houve diferença entre os resultados obtidos nas duas amostragens.
Diferença Percentual entre as amostragens

Metal 1
%E = 9,28 – 8,66 x 100
9,28
%E = 6,68

Metal2

%E = 9,85 – 7,14 x 100
9,85
%E = 27,51

Conclusão: O erro percentual do metal 1 ocorreu porque mesmo as peças sendo aparentemente iguais, possuem massas diferentes, o que conseqüentemente, interferiu na densidade. O erro percentual do metal 2 ocorreu porque as peças tinham formato, massa e volume diferentes, que conseqüentemente, também interferiu na densidade.
2ªExperiência

* Comparação entre as densidades obtidas, para duas amostras de madeira, obtidas através do cálculo de volume utilizando equações geométricas

Foi utilizado dois cubos de madeira, como amostra 1, e 1 cilindro de madeira, como amostra 2. Pesou-se ambas as amostras. Depois, com um paquímetro, mediu-se as arestas dos cubos, e calculou-se a média entre elas. Com a média, foi descoberto ovolume, através da equação V = a³ de um cubo. Usando novamente o paquímetro, medidos a altura, o diâmetro e o raio do cilindro, e a partir dos resultados, foi possível encontrar o volume através da equação V=π.r2.h de um cilindro. A partir desses resultados, calculou-se as respectivas densidades de cada amostra.

Amostra | Área 1 – S1CUBO | | Área 2 – S2CILINDRO |
Massa da amostra...
tracking img