Relatório estágio tecnico quimico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6585 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Bruno Dias de Souza

Relatório de Estágio

Relatório apresentado ao coordenador do curso de técnico em Química como parte integrante para a conclusão do curso.

Instituto Educacional São João da Escócia

Poços de Caldas, 12 de Dezembro de 2008.

Introdução

Este relatório de estágio apresenta minha experiência como técnico em Química, efetuada na empresa M&G Fibras Brasil S/Aem Poços de Caldas, por um período de duzentas horas.
O relatório apresentado é parte integrada do curso de Química realizado no Instituto Educacional São João da Escócia.
Este relatório inicia-se com o objetivo, a justificativa, apresentação da empresa e a descrição das atividades; por último a conclusão e a folha de assinaturas.

Objetivo

Ao apresentar esterelatório de estágio, tenho como objetivo mostrar o que foi feito e tudo que aprendi na empresa M&G Fibras Brasil S/A, além de cumprir com as determinações do curso técnico de Química do Instituto Educacional São João da Escócia.

Justificativa

Este relatório de estágio mostra todas as atividades exercidas a fim de evidenciar todo o conhecimento adquirido para que seja avaliado eaprovado pelo coordenador, coordenadora pedagógica e diretora pedagógica do curso de técnico em Química, assim como o coordenador do estágio.

Apresentação da Empresa

M&G Fibras Brasil S.A.

Em 2002, o grupo M&G (Mossi & Ghisolfi) adquiriu a Rhodia-Ster Brasil, essa empresa foi fundada em 1953, em Tortona, na Itália, por Vittorio Ghisolfi, Mossi é osobrenome da esposa de Vittorio. A fábrica de Tortona começou produzindo embalagens para detergentes e produtos de higiene pessoal, usando HDPE e PVC como matérias-primas, nos anos 60, a M&G já era a maior produtora de embalagens plásticas da Itália.
Incorporando novas atividades, passou a oferecer serviços completos do projeto e construção de máquinas sopradoras à fabricação de garrafas eembalagens de água mineral em PET. A tecnologia da M&G difundiu-se pelo mundo. Ainda nos anos 80, a M&G aliando novas capacidades na produção de resinas às suas competências em engenharia e projetos de garrafas passaram a oferecer aos clientes soluções personalizadas, em especial para os mercados de alimentos e bebidas.
Em 1992, a M&G fez uma joint-venture com a Shell para fabricação de resinaPET, e em 1998 outra com a Pepsi Cola.
Em 2000 adquiriu o negócio PET da Shell, transformando a M&G num dos maiores produtores mundiais de resina PET.
Em 2002 adquiriu a Rhodia-Ster, no Brasil; hoje a M&G tem unidades industriais na Itália, nos Estados Unidos, no México e no Brasil. Tem ainda centros de pesquisas e desenvolvimentos em Rivalta (Itália) e em Sharon Center (EstadosUnidos).
O Grupo M&G na unidade de Poços, têm como finalidade a fabricação de Fibra Poliéster.
Recentemente, a empresa passou de uma empresa “Ltda.” para uma empresa “S.A.”. Seu nome passou de M&G Fibras e Resinas Ltda. para M&G Fibras Brasil S.A..

Política da Qualidade

Melhorar constantemente a Qualidade, garantindo produtos competitivos que atendam às exigênciasde desempenho, aos regulamentos nacionais e internacionais, às especificações técnicas, sempre visando à satisfação do cliente.
Melhorar continuamente os nossos processos, reduzindo a sua variabilidade por medição e aplicação de ferramentas estruturadas.
Educar e conscientizar os empregados, para que o compromisso com a Qualidade seja difundido e praticado por toda a equipe M&G.Segurança e Empresa

A política de segurança da M&G contempla no seu ponto-chave número um, a prevenção tendo sempre em mente o lema:
“Segurança sempre em primeiro lugar no seu trabalho”.

1º-Prevenção

A prevenção é à base da segurança. Todo evento indesejável, seja acidente ou incidente, tem causas que uma vez identificadas, podem ser eliminados....
tracking img