Relatório do livro "da educação das crianças"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (559 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Relatório do Livro: ”Da educação das Crianças”

Montaigne

O livro “Da educação das crianças” foi dedicado a Diane de Foix, nobre. Logo, esse ensaio refere-se a um grupo determinado, anobreza, que na época eram “quase sempre muito ignorantes.”

No inicio ele faz comparações entre filósofos, pois segundo Montaigne seu conhecimento é superficial. Por isso, dos grandes autores eleassimila o que lhe parece bom e adapta as suas ideias para solucionar o que esta acontecendo.

Em seguida, Montaigne também fala sobre a educação das crianças, fazendo comparativos com aagricultura, com os animais, mostrando a inclinação diferenciada que existe entre eles:

“a maior e mais importante dificuldade da ciência humana parece estar nesse ponto em que se trata dacriação e educação das crianças.”

Ressalta a dificuldade na criação das crianças, o cuidado necessário para isso. Aponta a importância da educação, do ensinamento e da criação, que só o amor não ésuficiente. Mas quando o autor fala sobre o amor é importante ressaltar que de acordo com o texto o amor tem vários significados, como: carinho, aconchego, paciência, atenção, cuidado... Isso sófortalece a alma, e a intenção não é essa.

O importante é o amadurecimento, o treinamento, o sofrimento para um crescimento de ideias, transformação, inteligência e a vida. Segundo o autor, os doisprecisam estar juntos, moldados – O corpo e a Alma.

E que para a criança exercitar-se junto a todo esse ensinamento a vários estágios para forjar e conseguir alcançar seus objetivos de formaplena e completa.

Que não é só o aprender a ler e escrever, mas que há um processo de situações que a criança precisa passar e aprender.

Crítica aos escritores que não se apropriamde outros, sem, no entanto, assumir que o fazem. Dessa forma eles não falam nada de si, visto se ampararem tanto no saber alheio.

“(...) é primeiramente injustiça e covardia que, não...
tracking img