Relatório de física prática 2

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1962 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal da Bahia
Instituto de Física
Departamento de Física Geral
FIS122 – Física Geral e Experimental II-E / Laboratório
Turma: 08/15 Data: 01/10/2010
Nome dos Alunos: Alessandro José T. B. de Lima
Bruno Cabral
Luan Saldanha Oliveira
Victor Bonfim

Corda vibrante

Salvador – BA
01 de outubro de 2010

Procedimento Experimental
Iniciamos o experimento calculando adensidade linear de massa das cinco cordas. Depois prendemos uma das extremidades da corda de número (1) na haste de plástico preso no alto falante e a outra extremidade no porta-peso. Fixamos esse comprimento (L = 1m) da corda, a tensão (τ = 1,604412N) determinada pelo peso colocado no porta-peso e o peso do porta-peso e a densidade linear (µ1 = 0,00034kg/m). Variamos a freqüência do gerador deáudio até observarmos a formação de um ventre (n = 1) provocada pelas vibrações no fio. Anotamos o valor da frequência fundamental e continuamos a variar a frequência até a formação de dois, três, quatro e cinco ventres e anotá-las na tabela. Com esses dados podemos obter a relação entre f e n.
Na segunda parte mantemos a configuração anterior do equipamento. Escolhemos o primeiro harmônico comoreferência. Mantemos a mesma tensão e a mesma corda da primeira parte do experimento. Variamos L (comprimento da corda) de 0,05m em 0,05m deslocado a base que sustentava o alto-falante. A partir daí variamos a frequência até a formação do primeiro harmônico. Anotamos esse comprimento L. Depois continuamos a variar L e medir as freqüências em cada comprimento. Com esses dados podemos obter a relaçãoentre f e L.
Na terceira parte escolhemos como referência o primeiro harmônico. Fixamos e anotamos os valores de n, µ e L (n = 1, µ = 0,00034kg/m e L = 1,0m). Acrescentamos massa no porta-peso fazendo variar τ. A partir daí variamos a freqüência até a formação do primeiro harmônico. Depois acrescentamos mais massa e variamos novamente a freqüência até a obtenção do primeiro harmônico. Repetimoso procedimento até completar a tabela. Com esses valores podemos obter a dependência de f e τ.
Na última parte do experimento, fixamos os valores de L, n e τ (L = 1,0m, n = 1, τ = 1,604412N). Nessa parte do experimento, utilizamos os outros quatro fios com o intuito de variar µ. Para cada fio, variamos a freqüência até a formação do primeiro harmônico e anotamos os dados na tabela. Com essesdados podemos analisar a dependência de f em relação a µ.

Tratamento de dados
Tabela com os dados coletados no experimento. A partir dele fizemos os gráficos e as relações existentes entre f x n, f x L, f x τ e f x µ.
L(m)= | 1 | τ (N) = | 1,604412 | µ(kg/m) = | 0,00034 |
f (Hz) | 35,300 | 68,388 | 105,000 | 136,000 | 163,000 |
n | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 |
| | | | | |
n = | 1 | τ(N) = | 1,604412 | µ(kg/m) = | 0,00034 |
f (Hz) | 39,170 | 37,402 | 35,300 | 32,218 | 30,750 |
L (m) | 0,90 | 0,95 | 1,00 | 1,05 | 1,10 |
| | | | | |
L(m)= | 1 | n = | 1 | µ(kg/m) = | 0,00034 |
f (Hz) | 24,850 | 30,663 | 35,300 | 39,064 | 44,180 |
τ (N) | 0,802206 | 1,193526 | 1,604412 | 1,976166 | 2,367486 |
| | | | | |
L(m)= | 1 | n = | 1 | τ (N) = | 1,604412 |
f(hz) | 35,300 | 30,520 | 29,495 | 22,225 | 20,651 |
µ (kg/m) | 0,00034 | 0,0005012 | 0,0006205 | 0,0007869 | 0,0010090 |

Gráfico f(Hz) x n: |
| | | | | | | |
Equação da melhor reta pelo MMQ: |
Pode-se perceber que o gráfico f x n é um gráfico linear, ou seja, sua equação será do tipo y=ax+b. A partir desse conceito, por analogia, pode-se inferir que :f= a n+ b | Σ n= | 15 | Logo pode-se ter que a melhor reta pelo MMQ será: |
| Σ f= | 507,688 | |
| Σ f.n= | 1846,076 | | | |
| Σ (n²)= | 55 | f = 32,30 n + 4,63 |
| nº= | 5 | | | |
| a= | 32,3012 | | | |
| | | b= | 4,634 | | | |
| | | | | | | |
Equação da melhor reta pelo Método...
tracking img