Relatório de educação especial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 11 (2502 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 26 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução :

A Educação Especial é uma educação organizada para atender especifica e exclusivamente alunos com determinadas necessidades especiais. Algumas escolas dedicam-se apenas a um tipo de necessidade, enquanto que outras se dedicam a vários. O ensino especial tem sido alvo de criticas, por não promover o convívio entre as crianças especiais e as demais crianças. Por outro lado, a escoladirecionada para a educação especial conta com materiais, equipamentos e professores especializados.
A inclusão é uma inovação, cujo sentido tem sido muito distorcido e um movimento muito polemizado pelos mais diferentes segmentos educacionais e sociais. No entanto, inserir alunos com déficits de toda ordem, permanentes ou temporários, mais graves ou menos severos no ensino regular nada mais édo que garantir o direito de todos à educação - e assim diz a Constituição !
Inovar não tem necessariamente o sentido do inusitado. As grandes inovações estão, muitas vezes na concretização do óbvio, do simples, do que é possível fazer, mas que precisa ser desvelado, para que possa ser compreendido por todos e aceito sem outras resistências, senão aquelas que dão brilho e vigor ao debate dasnovidades.
Neste relatório tenho como objetivo mostrar um pouco sobre as escolas de inclusão e especializada em que estagiei ; o convívio diário das crianças especiais com os alunos e profissionais da escola em geral .
Também relatarei os pontos positivos e negativos que vi em cada escola , baseados nas leis educacionais .

Educação especial –

Condições físicas da escola –
Analisar o espaçoescolar é um fator importante para que se possa compreender sua relação com a aprendizagem. Uma escola sem uma estrutura física adequada pode criar num aluno um quadro mental de abandono ou de desvalorização da educação pelo Estado e até mesmo pela sociedade. De acordo com Vital Didonet,
O espaço da escola não é apenas um 'continente', um recipiente que abriga alunos, livros, professores, um localem que se realizam atividades de aprendizagem. Mas é também um 'conteúdo', ele mesmo é educativo. Escola é mais do que quatro paredes; é clima, espírito de trabalho, produção de aprendizagem, relações sociais de formação de pessoas. O espaço tem que gerar idéias, sentimentos, movimentos no sentido da busca do conhecimento; tem que despertar interesse em aprender; além de ser alegre aprazível econfortável, tem que ser pedagógico. Há uma 'docência do espaço'. Os alunos aprendem dele lições sobre a relação entre o corpo e a mente, o movimento e o pensamento, o silêncio e o barulho do trabalho, que constroem conhecimento (FUNDESCOLA/MEC, 2006).
A escola dispõe de 01 sala de diretoria , 01 sala de secretaria , 01 sala de professores 01 sala de coordenação ( todas bem estruturadas) , 12 salasde aula , 01 laboratório de informática amplo ; 01 biblioteca; 01 refeitório, rampas em toda a escola para facilitar o acesso dos cadeirantes , barras para nas paredes para auxilias os deficientes visuais 02 banheiros femininos e 02 banheiros masculinos ( adaptados para facilitar o acesso dos cadeirantes) .

Formação das turmas –
A escola não separa as turmas pela deficiência dos alunos esim pelo nível em que eles estão , as turmas são formadas em média com 12 alunos, por idade diferentes .

Profissionais envolvidos –
Os profissionais envolvidos são os professores , psicólogos , terapeutas , fonaudiológos , orientadora , diretores e equipe médica . Todos trabalham em conjunto para o bom funcionamento da escola .

Relação Família x Escola –
Percebemos atualmente que aescola não pode viver sem a família e a família não pode viver sem a escola, pois uma depende da outra para alcançar seu maior objetivo. Objetivo este que é fazer com que o educando / filho aprenda para ter um futuro melhor e assim construir uma sociedade mais justa e digna para se viver. Conforme o Art.53 do Estatuto da Criança e do Adolescente (1990), A criança e o adolescente têm direito à...
tracking img