Relatório de atrito

UEPG-UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA |
Nomes: Andréa Portela – Débora Costa – Luma Lopes – Magali das Chagas |

RELATÓRIO DE ATRITO
1. Introdução

2.1. Coeficiente de AtritoA força de contato que atua na superfície de um corpo sempre se opõe a tendência de escorregamento ou deslizamento em relação à superfície de um plano chamado força de atrito.
As forças de atritosão muito importantes na vida cotidiana; provocam desgastes nas peças móveis das máquinas e são responsáveis pelo aumento da energia interna das mesmas, porque as peças aquecem. Por outro lado, sematrito não haveria transmissão do movimento por correias, não poderíamos caminhar, nem escrever e até mesmo uma corrente de ar poderia fazer com que os móveis se movessem.
Para o cálculo da força deatrito (1) existem, além na força normal (N), dois tipos de coeficientes de atrito: coeficiente de atrito dinâmico e estático (μ), esses coeficientes dependem do material do material que compõe o corpoestudado. Para que tal coeficiente seja determinado, é necessário que haja um equacionamento de um corpo P em um plano inclinado.
Fat=μ.N
Para isto, foi utilizado um plano inclinado, onde osmateriais (aço e madeira) foram colocados inicialmente parados sobre o plano até que em uma determinada inclinação o movimento se inicia. [1]
Quando um corpo se encontra em repouso temos que a soma dasforças atuantes nele é zero, ou nula, assim temos que o módulo da força normal (N) é igual ao módulo da força peso (P) que age sobre o corpo.
∑ Fy = 0
N – P = 0
N = P

Figura 1.

Agora, quandoexercemos uma força nesse mesmo bloco temos que surge uma força paralela à superfície e com sentido contrário a força que exercemos, o atrito. A força de atrito será sempre contrária ao movimento ou àtendência de movimento.
A força de atrito (Fat) é diretamente à força normal (N) e depende do material constituinte do corpo, pois cada material possui um coeficiente de atrito (μ) diferente, e...