Relapso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1783 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Ice cream

Uma noite anormal, como todas as outras. Sim, porque nenhuma noite era igual. Sempre um 'boa noite' diferente, num clima diferente, em situações diferentes. Um comentário: 'Tô com as costas na cabeceira da cama comendo uma coisa que não vou dizer pra você não ficar na vontade. '. Impossível não ficar na vontade. Eu já estava e não era de hoje. Revirei os olhos sabendo que ele jamaisimaginaria tal reação minha. Pra ponderar, ou melhor, pra evitar mais sonhos torturantes, resolvi dizer a segunda coisa que imaginei depois de fantasiar com seu corpo: 'Pensei em sorvete com chocolate. Daora a vida. Acho que não tenho mais nenhum dos dois aqui em casa.'. Repassei na mente algumas de nossas conversas onde ele disse que naquelas bandas do país teria tudo que eu quisesse. Hm... eraalgo a se pensar. Ri, idiota. Mais um comentário: 'Sorvete de chocolate (... ) Tô todo sujo.'
Depois disso, não sei se estava inconsciente ou se era real. Preferi acreditar que era real e assim aproveitar, claro, como a maníaca que sou. Ele estava sujo mesmo de sorvete. A boxer, sempre branca, manchada. Uma visão tentadora de mais pra ficar só olhando. Percebi que estava nos trajes de dormir,sendo que esses trajes eram resumidos a uma calcinha. Sentei em suas pernas e abocanhei seu peito, retirando todo o sorvete que havia sido derramado ali. Chupei vagarosamente seu pescoço, já esquecendo do sorvete, aproveitando que minhas mãos estavam trabalhando em suas coxas e virilha. Vez ou outra, eu mordia o espaço abaixo de sua orelha e sugava a pele dali e sentia sua vontade de reagir. E nãosabia porque ele não reagia... Eu estava louca pra sentir suas mãos me tocando, ou sua boca sugando minha pele. Mas meu trabalho ali não havia terminado. Sorvete de chocolate espalhado por sua barriga... Hm... Baixei a cabeça no nível de suas coxas e de forma lenta e torturante, lambi o sorvete da pele de sua barriga. Ouvi sua respiração alterada falhar quando me aproximei de mais de sua ereção aodescer até suas coxas. Retirei o sorvete dali não chupando, mas mordendo mesmo. Eu estava tão absurdamente louca pra tomá-lo pra mim que mal percebia minhas ações. Mordi propositalmente seu membro por cima da cueca e o ouvi praguejar baixo, algo que não entendi o que significava. Quando voltei minha atenção a sua barriga limpa de sorvete, toquei acidentalmente meu queixo com certa pressão em suaereção e isso o fez erguer o quadril. De átimo, puxei rudemente sua boxer até os joelhos, fazer sua ereção saltar em meu rosto. Olhei para ele. Tão lindo... e tão parado... Se apenas eu agia naquela bosta, que seja. Agiria sozinha até... Segurei firme em seu membro e lambi por toda a extensão, enrolando a língua alguns segundos na glande. Senti seu olhar em minhas ações e resolvi encará-lo também,testar seu controle ao me ver chupar e modiscar seu membro sem censura alguma. Quando seu quadril começou a se mover em direção a minha boca, parei. E vi ódio. Ri em pensamento e dei um sorriso debochado ao vê-lo morder o lábio. 'E agora, vai fazer alguma coisa?' Ele continuou a me encarar com aquele olhar furioso e mesmo assim, nada fez. 'Ok, meu bem. Faço eu.' Terminei de tirar sua boxer edepois, fiquei em pé na cama, e bem devagar, retirei a única peça que me cobria. Desci a calcinha olhando-o e passando a língua nos lábios. Ele abriu a boca, desejando algo. Depois que me livrei desses pequenos e inúteis obstáculos, sentei em sua ereção e enquanto rebolava nela, uma tortura pra ele e pra mim, beijava e modiscava a linha de seu maxilar. Num certo momento, quando eu já estava a ponto dedesistir de tentar fazer com que ele agisse, mordi o lóbulo de sua orelha e falei baixo de mais: 'Acho que já chega de brincar, não é?' Ele ofegou em meu pescoço e se apossou de minhas coxas com as mãos, invertendo nossas posições e prendendo meu corpo com o seu no colchão da cama. O encaixe rápido e profundo, nos fez gemer juntos. Sua boca ávida tomou a minha, num beijo rápido e urgente....
tracking img