Relação entre filosofia e serviço social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2529 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Relação
Entre
Filosofia
e
Serviço Social

INTRODUÇÃO

Neste trabalho pretendemos avaliar as particularidades que envolvem a filosofia aplicada ao Serviço Social. Uma vez que através da filosofia podemos chegar a um conhecimento mais aprofundado da realidade, onde o principal objetivo é abstrair idéias e conceitos, buscando a razão de sua existência.
Através do serviçosocial procuramos unir teoria & práxis, construindo alternativas que resolvam os problemas sociais; lançando-nos no conhecido buscando o desconhecido.
A filosofia estuda fenômenos da diversidade, pluralidade e singularidade das culturas, respeita e cultiva as diferenças e o saber próprio que cada pessoa carrega. Ela convida o ser humano a buscar através da analise uma maneira de respeitar estasdiferenças.

1. -Filosofia na antiguidade
Na antiguidade o trabalho manual era menosprezado enquanto o trabalho intelectual era valorizado, consideravam a utilidade dos escravos semelhante à dos animais. O homem livre era aquele que possuía uma atividade intelectual, ou seja, aquele que dedicava a cidadania, ócio, a contemplação e a teoria.
Na idade moderna foi valorizado o sucesso econômico. Arelação entre ética e riqueza visava acumular lucros. Já na idade contemporânea o trabalho era definido como autoconstrução do homem, algo que liberta e aperfeiçoa. Segundo Marx,
“O trabalho consistia em explorar e alienar a vida humana”.
Na industrialização algumas mudanças sociais foram observadas na relação entre produção e consumo, porém muitas pessoas eram excluídas e o“sistema” atendia ao capital e o lucro, logo o trabalho foi mecanizado e os trabalhadores foram dispensados, era à hora do despertar para a crítica. Surge o processo de conscientização de si, onde a reflexão alcançava o interior manifestando-se ao falar, criar e inovar. Sendo assim, passa se a compreender todas as outras consciências e opiniões: a mítica, a religiosa, a intuitiva, a racional, o senso comum ea ideologia. Neste momento entra os filósofos desestabilizando certezas e questionando o que é convencional, pois até então a filosofia era considerada “amor à sabedoria”, apenas um objeto de estudo.
A filosofia é uma ciência que estuda as causas e as conseqüências dos fatos, faz uma reflexão crítica e global da conduta e do destino humano, é um conjunto de idéias e sabedoria geral com pontosde vista na sua totalidade real e valores gerais da existência. No processo de conhecimento de maior importância ao sujeito surge então o realismo, o idealismo, conhecimento impossível da verdade, o ceticismo e o dogmatismo; nestes dois últimos a idéia era pregada de forma que era possível conhecer a verdade. Podemos destacar o ceticismo absoluto, o relativo e a crítica ao ceticismo. Odogmatismo se dividia em ingênuo e crítico. No criticismo admite se a possibilidade de conhecer, porém esse conhecimento é limitado e ocorre sob condições específicas, destacando-se como correntes filosóficas: o empirismo e o racionalismo e também o apriorismo kantiano que conjuga essas duas posições.
Ao longo da história da filosofia podemos ver várias vertentes filosóficas, os filósofos possuíamconceitos próprios de refletir sobre a história da filosofia, reaver, formar e redefinir conceitos.
O Pré-Socrático é um período da filosofia antes de Sócrates, abrange os conjuntos das reflexões filosóficas desenvolvidas desde Tales de Mileto até a chegada de Sócrates, Aristóteles e Anaximandro.
Aristóteles via filosofia da forma cosmocêntrica, ou seja, originada do cosmo, já Anaximandro pregavaalgo transcendente; Anaxímenes de Mileto concluiu que o ar é a força vital do mundo. Nas afirmações de Pitágoras a essência são os números onde representam ordem e harmonia; Heráclito com pensamentos dialéticos como bom argumentador dizia que tudo flui nada persiste nem permanece igual; Parmênides buscava a racionalidade onde a essência, coerência e verdade coexistiam; Demócrito tinha a...
tracking img