Relação entre direito, poder e moral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1156 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
|
| |As recentes manifestações populares no Egito levarão o país a um regime democrático? |
| | |
| |SIM|
| | |
| |Difícil manter a ditadura de um só partido |
| | || |RICHARD KAREEM AL-QAQ |
| | |
| |Os acontecimentos no Egito são fluidos. Em uma sociedade com uma ditadura tão arraigada, a ideia de que esta seria uma || |revolução rápida sempre foi equivocada. Mas está claro que não há como voltar atrás. Os acontecimentos assinalam uma virada |
| |histórica no país e na região maior, algo que vai levar a um sistema político mais aberto. As tentativas da "velha guarda" de |
| |se agarrar ao poder agora parecem ser vãs. Mudar o rosto do regime, nomeando para vice-presidente Omar Suleiman, um || |"apparatchik"-chave do regime e aliado dos EUA, não satisfez os manifestantes, como de fato não poderia. Isso levou Mubarak, |
| |sob pressão do Exército e dos EUA, a anunciar sua intenção de não se candidatar na eleição de setembro de 2011. Mas a |
| |declaração chegou um pouco tarde demais. Outros regimes da região -o Iêmen e a Jordânia- tomaram nota e estão se apressando a |
||anunciar reformas políticas, visando calar uma oposição que está se fazendo ouvir cada vez mais. A natureza da crise egípcia |
| |agora mudou, com o regime orquestrando manifestações pró-Mubarak com o intuito de semear a violência e a guerra civil nas ruas |
| |do Cairo, visando reprimir os protestos antigoverno e apelar para o maior medo dos egípcios de classe média e do Ocidente: o |
||medo de que o caos e a guerra civil tomem conta do país. A violência vai continuar, mas é pouco provável que essa estratégia, |
| |tampouco, tenha êxito. Os EUA e outros atores internacionais têm consciência das poderosas forças populares desencadeadas no |
| |Egito e se preocupam com a possibilidade de se tornarem o inimigo dessas forças, como aconteceu no Irã em 1979. Eles sabem que |
||o regime egípcio está desacreditado e que não lhe resta muito tempo. O objetivo dos EUA agora é o de garantir uma transição |
| |para um sistema político mais aberto, que continue a proteger os principais interesses estratégicos regionais dos EUA. Para os |
| |Estados Unidos, quanto mais tempo as manifestações continuarem, maior será o risco de partidos políticos antiamericanos |
||emergirem em posições de poder. Um perigo maior que a emergência de uma democracia pluripartidária enfrenta é a ascensão do que|
| |se vê como islã radical. Esse medo do islã político é tão forte no âmbito internacional que pode fornecer a justificativa |
| |poderosa necessária para um "governo temporário" do Exército e de elementos da "velha guarda". Isso já aconteceu antes, na |
||Argélia, em 1991, quando uma vitória eleitoral islâmica levou a um golpe militar. Mas esse desfecho é pouco provável. Os |
| |manifestantes na praça da Libertação não são islâmicos. As manifestações populares que estão ocorrendo no Egito são um fenômeno|
| |moderno e secular, no qual diferentes gerações de egípcios estão unidos por seu repúdio comum ao Estado unipartidário. Será |
|...
tracking img