Relação de trabalho escravidão

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2302 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
 RELAÇÕES DE TRABALHO
TRABALHO ESCRAVO
O grau de pressão econômica e social atingia o máximo possível. A coerção física resultava na propriedade da pessoa do escravo e do fato de ele não possuir a mínima esfera de ação individual. Ao escravo não pertencia qualquer meio de trabalho e, por vezes, nem sequer os mais simples objetos de consumo. Não dispunha de qualquer iniciativa no processoprodutivo, pelo que não tinha qualquer estímulo. O senhor só lhe assegurava o mínimo fisiológico vital. Os escravos, embora transformados na prática em trabalhadores, não podiam participar das possibilidades de expressão concedidas a estes. Eram estabelecidos castigos aos escravos que fugissem dos seus donos. As sangrentas repressões estimulavam a rebelião que levava à fuga isolada ou coletiva. Porvezes, o desespero manifestava-se pelo suicídio, pela automutilação, pela sabotagem dos bens do patrão, pela sua destruição física, por envenenamento ou utilização de armas ou ferramentas disponíveis.
Uma das principais fontes de escravos foi, pelo menos no início, a captura de prisioneiros. Os escravos oriundos de outras tribos eram considerados como uma espécie de membros da família,subalternos e sem plenos direitos, a quem eram atribuídas as tarefas mais pesadas. Os vencedores, nas contínuas guerras inertribais e entre estados, reduziam os prisioneiros à escravidão. Os escravos eram também utilizados como tributos humanos entregues pelos povos vassalos
Surgiram também indivíduos que se tornaram escravos devido à impossibilidade do pagamento das suas dívidas. A escravidão doscamponeses e das suas famílias, juntamente com a confiscação do gado, era uma ameaça sempre presente quando não podiam pagar a renda ou os empréstimos. As classes dominantes, quando os escravos eram caros e pouco numerosos, procuravam escravizar os agricultores livres por meio de empréstimos usurários exigindo como penhor terras, casas ou mesmo membros da família. Por vezes, eram entregues indivíduoscomo escravos para pagamento de tributos ou de impostos em dívida.
A escravatura era também alimentada por indivíduos comprados e pelas crianças nascidas de mães escravas. Os próprios membros do clero aproveitavam o trabalho escravo, comprando ou vendendo esta mercadoria humana e aceitando-a em doação ou em testamento de fieis. Os habitantes empobrecidos chegavam a vender os filhos comoescravos a fim de os salvarem de morrer à fome.
O estatuto de escravo podia ser acidental e não forçosamente permanente. A escravatura temporária surgia como uma forma de punição, na qual o acusado servia como escravo do seu acusador por um período de tempo específico.
As expedições longínquas constituíram na estrutura mercantil a principal fonte de alimentação dos mercados de trabalho escravoao trazerem grandes quantidades de cativos, importados como qualquer outra mercadoria. O regime de escravidão era conseguido também pela ação de pirataria e dos corsários que atuava com autorização real. Era hábito dos piratas fenícios capturarem homens livres com o fim de os venderem.
Com a adoção da produção agrícola os indivíduos capturados passaram a ser usados para vigiar o gado,iniciando-se o aproveitamento do homem como meio de trabalho e o nascimento duma primeira forma de escravismo. No desempenho das tarefas agrícolas, os escravos trabalhavam também na cultivação da terra, nos lagares de azeite, na criação de gado, etc. O escravo passou a ser entendido, em relação ao seu possuidor, como um aparelho gerador de força e movimento utilizável na produção. Estava inteiramenteprivado da posse de instrumentos de trabalho e de meios de produção. O seu dono adquiria o direito de propriedade absoluta e praticamente sem qualquer limite. Podia apropriar-se de todos os bens produzidos e, em contrapartida, limitar-se a fornecer-lhe exclusivamente os bens indispensáveis à sua subsistência.
Excetuando o seu emprego no serviço doméstico, o trabalho físico do escravo passa a...
tracking img