Reincidencia criminal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4383 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - CAMPUS ARNALDO ESTEVAN
FACULDADE DE PSICOLOGIA











REINCIDÊNCIA CRIMINAL.















Rondonópolis
2010

Marcelino Felício Marques - Acadêmico em Psicologia – UNIC Campus Arnaldo Estevan
Email: marcelinofm@gmail.com
Vanessa Cristina Dalla Cort - Acadêmica em Psicologia – UNIC Campus Arnaldo Estevan
Email: vannamt@hotmail.comReincidência criminal.





Artigo acadêmico apresentado à Faculdade de Psicologia da Universidade de Cuiabá, em cumprimento às exigências das disciplinas Pesquisa em Psicologia III sob a orientação da professora Ms. Marildes e Saúde Coletiva professora Laudileire Chaves.








Rondonópolis
2010
RESUMO

O presenteartigo surge a partir da necessidade de um estudo aprofundado do perfil do reeducando fora do complexo prisional, devido à grande quantidade de casos de reincidência no sistema prisional do país, mais especificamente na cidade de Rondonópolis. Sua importância está na necessidade de esclarecimentos sobre os motivos que leva um indivíduo a praticar novamente um ato ilegal, sabendo das conseqüênciasfinais.
Palavras- Chave: Reincidência; família; presídio; abordagem psicológica.

ABSTRACT


This article arises from the need for a thorough study of the profile of reeducating outside the prison complex, owing to the large number of cases of recurrence in the national prison system, more specifically in the city of Rondonópolis. Its importance is in need of clarification on thereasons that lead an individual to perform an illegal act again, knowing the ultimate consequences.

Keywords: Recidivism, family, prison, psychological approach.













INTRODUÇÃO



Ao depararmos com casos no cotidiano atual, verifica-se que grande parte dos crimes são praticados por pessoas que não tiveram o apoio dos pais, uma educação adequada ou ainda nãotiveram a mesma oportunidade que outras pessoas tiveram, então desabrocha dentro desse ser humano algo que o instiga a ter uma vida perfeita ou uma vida com facilidades e mordomias que ele vê, porém é inacessível para o contexto social que está inserido, é importante levantar a questão das diferenças sociais, mas o concreto dessa realidade é a educação que lhe é dada dentro de casa através de seuspais ou responsável, a convivência harmoniosa e o apoio constante em qualquer evento de sua vida.
É comum deparar-se com conflitos familiares, os quais se dão em torno do ritmo de desenvolvimento dos adolescentes rumo a independência, quando começam a planejar suas próprias atividades ou quando vão poder pegar o carro da família, por exemplo, os conflitos são semelhantes nas famílias tantocom pais casados ou pais separados e são normais até determinado momento, pois não existe família sem haver entranhas tanto com pais e filhos quanto com irmãos.
A parte de todo esse comportamento e amparo familiar é preciso analisar o quadro socioeconômico em que o reeducando está inserido e suas experiências e padrão de vida anterior ao inicio na atividade ilegal e o que é possível eleobter levando uma vida correta em contraste com a facilidade que tem no mundo do crime.


[...] adolescentes de renda média alta podem experimentar comportamentos problemáticos e depois abandoná-los, mas adolescentes de baixa renda que não vêem alternativa positivas, tendem mais a adotar um estilo de vida permanente anti-social. Um jovem que vê que as únicas pessoas ricas dobairro são traficantes de drogas pode ser seduzido a uma vida de crimes. (ELLIOTT J. 1993, p.73)


Se analisarmos por esse ângulo, pode verificar que é improvável para um adolescente de baixa renda, que está inserido no crime, abandonar esse hábito, por fazer parte da sua maneira de pensar e agir que o crime é a melhor maneira, se talvez não a única, de ter uma vida compatível com a...
tracking img