Rei lear

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (288 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Natureza, civilização e cultura

Rei Lear é uma narrativa que pertence ao estilo maneirista (1530 a 1610) que veio decorrente da tentativa de harmonizar a espiritualidademedieval. Esta obra narra a história de um rei, que ao chegar a sua senilidade, vê-se obrigado a dividir seu reino com suas filhas. Feito isto, posteriormente busca proteção e prova que afase de senilidade vem acompanhada das dificuldades de que um senil tem de discernir o que acontece em sua volta.
Mesmo sendo escrita na antiguidade, podemos perceber que a obra trazcaracterísticas atuais como a falsidade, a ambição, o egoísmo, a soberba entre outros. Esta narração demonstra a emergência de uma moral que atenta apenas para a satisfação deinteresses. Age mais por orgulho do que pela justiça. Estas características são vistas no trecho sugerido, pois na literatura maneirista pelo uso do jogo de palavras, crise espiritual,paradoxo moral e religioso, impressão de eloqüência e grandeza na linguagem enigmática e paradoxal usada pelo autor para mostrar a sociedade da época que pode ser comparada pela atual.Podemos fazer uma reflexão através destas sociedades (antiga e contemporânea) visualizando que a condição humana não evoluiu quando diz respeito a interesses próprios.
Os valoressão transportados a condição secundária gerando as mesmas conseqüências, passar por cima de tudo para se conseguir o que quer. Deixar de lado as raízes para que o orgulho e o egoísmoprevaleçam.
Tendo como resultado a violência que antes era cometida e, muitas vezes, não questiona por ser cometida pelo poder. Hoje também temos, de forma banal, por não haverreferência nenhuma.
Concluo que a sociedade humana ainda tem muito que evoluir, para garantir um comportamento positivo e poder transformar realidades inseridas através dos séculos.
tracking img