Rei edipo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 50 (12464 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ÉDIPO REI










SÓFOCLES


Personagens


Édipo

Um Sacerdote
Creonte
Coro de Velhos Tebanos
Tirésias
Jocasta
Um Mensageiro (de Corinto)
Um Servo de Laio
Um Arauto



A ação decorre à entrada do palácio real de Tebas.
Resumo da Peça

A tragédia Édipo Rei, considerada por muitos a mais perfeita obra de teatro de todas as literaturas, apresenta um dos episódiosda vida de Édipo. Filho de Laio e de Jocasta, reis de Tebas, anunciara o oráculo a seus pais que Édipo mataria o pai e se casaria com a mãe; para evitarem esta desgraça mandaram por o menino numa serra deserta; um pastor levou-o consigo e entregou-o a Políbio, rei de Corinto, que tratou a criança como se fosse seu filho. Édipo, já homem, consultou o oráculo e, vendo o que lhe profetizava, saiu deCorinto para não matar Políbio; na viagem encontrou Laio e assassinou-o sem saber de quem se tratava; depois passou por Tebas e decifrou o enigma da Esfinge, libertando a cidade do monstro; reconhecidos pelo serviço que lhes prestara, os tebanos deram-lhe o trono, vago pela morte de Laio; para mais se ligar à sua nova pátria, Édipo casou com Jocasta.
A ação da peça principia no momento em queTebas é devastada por uma peste, indignados os deuses pelos crimes de Édipo – que, de resto, lhes não poderia fugir por que eram fatais -, e termina pelo exílio do rei. Tudo que há entre uma e outra cena é constituída por episódios que revelam pouco a pouco o procedimento de Édipo e que são exatamente provocados pelo próprio rei; esta esmagadora fatalidade, este necessário progredir para a catástrofe,são apresentados por Sófocles como uma admirável arte de composição.
Édipo (surgindo à entrada do palácio e dirigindo-se à multidão aterrorizada pela peste que grassa na cidade.)
Ó meus filhos, ó novos descendentes do antigo Cadmo, por que razão estais assim, diante de mim, com esses ramos de suplicante? Toda a cidade está cheia de incenso, toda a cidade está cheia de treno e delamentações! E achei, meus filhos, que não deviam ser outros a informar-me, que devia vir eu mesmo, eu, o Édipo célebre entre todos os homens. Vamos, fala tu, ó velho, porque é conveniente que fales tu em nome deles. Que há então? Que esperança e que receio vos trouxe aqui? Estai seguros de vos hei de socorrer; seria um homem sem piedade se não me comovesse essa vossa atitude.


Sacerdote(destacando-se da multidão.)
Ó Édipo, ó senhor da minha terra natal, aqui nos vês prostrados diante dos altares; aqui estamos todos, cheios de anos, eu próprio, servo de Zeus e a flor dos nossos jovens. O resto da gente, com os seus ramos de suplicantes, ficou na Ágora, diante dos dois templos de Palas e da cinza fatídica do Ismeno. Bem o vês, ó senhor: a cidade, batida pela tempestade, já nãolevanta a fronte acima das espumas sangrentas; morrem os frutos da terra ainda encerrados nos rebentos, adoecem as manadas de bois e não vêm a luz os germes concebidos nos ventres das mulheres. A Peste, a mais odiosa de todas as Deusas, brandiu seu facho, lançou-se sobre a cidade e devastou as moradias de Cadmo. O negro Hades se enriquece com os nossos gemidos e as nossas lamentações. E aqui vimos, eu emeus filhos, à tua porta, não porque nos pareças igual aos deuses, mas porque, nos males que a vida traz e naqueles que infligem os Deuses irritados, tu és para nós o primeiro dos homens; foste tu quem, ao chegar à cidade de Cadmo, nos libertou do tributo que pagávamos à cruel Esfinge, sem que te tivéssemos prevenido, sem que te tivéssemos informado. Decerto um deus te ajudou a salvar-nos a vida.Todos o julgam, todos o crêem. E agora, Édipo, a ti, o mais poderoso dos homens, a ti vimos, como suplicantes, para que dês remédio ao nosso mal, quer te instrua um oráculo divino, quer te aconselhe um homem; sei bem que os bons conselhos dão como fruto os feitos bons. Restitui à cidade a sua antiga glória, e cuida também da tua, tu que és o melhor dos homens! Toda a terra se lembra dos teus...
tracking img