Regras do handebol - 16, 17, e sinais do juiz

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2910 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ






LEANDRO HENRIQUE DE SOUZA ROCHA
SAINT CLAIR DE LIMA CAMARGO NEVES
JUCENIR MARIA DA SILVA PINHO








Trabalho de Metodologia do Ensino do Handebol











Cabo Frio
2013
LEANDRO HENRIQUE DE SOUZA ROCHA
SAINT CLAIR DE LIMA CAMARGO NEVES
JUCENIR MARIA DA SILVA PINHO






Trabalho de Metodologia do Ensino do HandebolCabo Frio
2013
LEANDRO HENRIQUE DE SOUZA ROCHA
SAINT CLAIR DE LIMA CAMARGO NEVES
JUCENIR MARIA DA SILVA PINHO







Trabalho de Metodologia do Ensino do Handebol













Avaliado em dia 03 de Abril de 2013






______________________________________
Prof. Ricardo Mariano
Universidade Estácio de Sá
SUMÁRIO



1INTRODUÇÃO..........................................................................................................5
2 DESENVOLVIMENTO..............................................................................................6
3 CONSIDERAÇÕES FINAIS....................................................................................17
4 REFERENCIABIBLIOGRÁFICA.............................................................................18
5.ANEXOS ................................................................................................................19

















1 - INTRODUÇÃO
Pesquisa feita sobre as regras das punições, arbitragem, secretário e cronometrista, e sinais de árbitros, como requisito mínimo a disciplina de Metodologia do Ensinodo Handebol, avaliado pelo professor Ricardo Mariano.




























































2 – DESENVOLVIMENTO
Regra 16 – AS PUNIÇÕES DISCIPLINARES
16:1 Uma advertência é a punição adequada para:
a) Ações que devam ser sancionadas progressivamente;
b) Atitudes anti-desportivas que devam ser sancionadasprogressivamente.
16:2 O árbitro deverá comunicar a advertência ao jogador ou oficial infrator e ao secretario/cronometrista mostrando um cartão amarelo. 
Exclusão
16:3 Uma exclusão (2 minutos) é a punição adequada para:
a) uma substituição errada, se um jogador adicional ingressa na quadra ou se um jogador interfere ilegalmente no jogo a partir da zona de substituições;
b) por infrações do tipoindicado na Regra 8:3, se o jogador e/ou sua equipe já havia recebido o número máximo de advertências ;
c) por infrações do tipo indicado na Regra 8:4;
d) por atitude anti-desportiva por parte de um jogador, tal como se indica na Regra 8:7, se o jogador e/ou sua  equipe já havia recebido o número máximo de advertências;
e) por atitude anti-desportiva por parte de um oficial de equipe, tal como seindica na Regra 8:7, se um oficial dessa equipe já havia recebido uma advertência;
f) por atitude anti-desportiva de um jogador ou oficial de equipe, como se indica na Regra 8:8;
g) como conseqüência de uma desqualificação de um jogador ou de um oficial de equipe;
h) por atitude anti-desportiva de um jogador cometida antes que o  jogo tenha sido reiniciado, mas depois de que a ele tenha sido decretado uma exclusão por 2 minutos.
16:4 Depois de solicitar um time-out, o árbitro deverá comunicar claramente a exclusão ao jogador infrator e ao secretário/cronometrista, mediante o gesto forma prescrito para tal circunstância, ou seja, um braço levantado com dois dedos estendidos.
16:5 Uma exclusão será sempre por 2 minutos do tempo de jogo; a terceira exclusão do mesmo jogador também sempreimplica sua desqualificação.
O jogador excluído não está autorizado a participar do jogo durante o seu tempo de exclusão e a sua equipe não está autorizada a substituí-lo na quadra.  
O tempo de exclusão começa quando o jogo for reiniciado por um apito.  
Se o tempo de exclusão de um jogador não terminou ao finalizar o primeiro período da partida, o  tempo restante deverá ser transferido...
tracking img