Reformas de Ensino

Páginas: 5 (1221 palavras) Publicado: 18 de maio de 2014
FICHAMENTO SOBRE:

REFORMAS DE ENSINO, MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

REFORMAS DE ENSINO, ANOS 1930: PRIMEIRO ATO
REFORMAS DE ENSINO, ANOS 1940: SEGUNDO ATO
REFORMAS DE ENSINO, ANOS 1960: TERCEIRO ATO
















SENHOR DO BONFIM
23.04.2014

Reformas do ensino, anos de 1930: primeiro ato


           As discussões políticas que entreviam em meados dos anos de 1930,incluíam pontos educacionais, aglomerou intelectuais, militares, burguesia industrial, comercial e políticos. Essas movimentações resultaram na revolução de 1930, surgindo Getúlio Vargas chefe do governo temporário.
          Com idealizações de reformas e possibilidades de dinamismos no processo educacional consideravam-se soluções para os problemas econômicos, sociais e políticos do país.          Visando conter a migração do campo para as cidades são criadas escolas rurais, a formação técnico profissional de trabalhadores, objetivando acalmar as agitações urbanas. Uma das primeiras medidas do governo provisório, Revolução 1930, criar o Ministério dos Negócios da Educação e Saúde Pública, adaptando a educação a diretrizes que a partir daí se definiam tanto no campo político quanto noeducacional.Até esta data não existia uma política nacional de educação que prescrevesse diretrizes gerais e a elas subordinasse os sistemas estaduais.
          Uma série de decretos fizeram parte da Reforma Francisco Campos, primeiro titular do Ministério da educação brasileira. Mobilizados por Dom Sebastião Leme em uma proposta de recristianização do país, um grupo de católicos, formados porintelectuais, políticos e diplomatas defendiam a instituição da Religião Católica nas escolas públicas. O grupo inspirado por Dom Sebastião Leme transformou-se em importante força política no processo de definição de diretrizes educacionais.
         Em 1931, pressionou o Governo Provisório e obteve a inclusão do ensino religioso nas escolas primárias, normais e secundárias do país, em caráterfacultativo. Para os intelectuais e educadores a expansão industrial só era possível através de políticas educacionais, com métodos e técnicas eficazes na formação do cidadão.
        O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, em 1932, foi redigido por Fernando Azevedo e assinado por mais de vinte e seis educadores e intelectuais, endereçado ao povo e ao governo, ressaltava a diferença teórica eideológica de seus criadores. Defendia um programa de reconstrução educacional, leiga obrigatória, gratuita e do ensino comum para os dois sexos.
         Devido a divergência dos projetos educacionais entre Igreja Católica e os intelectuais e educadores renovadores houve uma contemplação em parte a ambos na Constituição de 1934.Houve a aprovação de propostas de ensino primário obrigatório, gratuitoe universal, maior responsabilidade da União, através do Conselho Nacional de Educação, garantindo a autonomia dos Estados e Municípios. O grupo Católico,obteve a implantação do ensino religioso nas escolas, a isenção de impostos.
         A implantação do Estado Novo, em 1937, definiu o papel da educação no projeto de nacionalidade que o Estado esperava construir. A nova Constituição dedicoupequeno espaço à educação em seu quadro estratégico com objetivo de resolver e combater a subversão ideológica.








Reformas do ensino, anos de 1940: Segundo Ato

         Em 1942 o ministro da educação e saúde pública, Gustavo Capanema, implementou reformas que tomaram o nome de Leis Orgânicas do Ensino, foram complementadas por Raul Leitão da Cunha, que o sucedeu no ministério, em1945. Estas Leis contemplavam: o ensino industrial; cria o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI); ensino secundário; ensino comercial; ensino primário e normal;  cria o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC); ensino agrícola.
         As Leis Orgânicas e sua legislação não modificou o acesso a educação, persistia o mesmo, as camadas mais favorecidas procuravam o...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A reforma do ensino
  • Reformas de ensino, modernização administrativa.
  • A reforma do ensino em portugal
  • reformas de ensino, modernização administrada
  • A Reforma do Ensino Jur dico
  • Reforma do ensino secundario
  • Reformas de ensino, modernização administrada.
  • Reformas de ensino e modernização administrada

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!