Reflexões acerca da formação continuada e de crenças de professores da rede pública sobre o ensino da língua inglesa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3363 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
REFLEXÕES ACERCA DA FORMAÇÃO CONTINUADA E DE CRENÇAS DE PROFESSORES DA REDE PÚBLICA SOBRE O ENSINO DA LÍNGUA INGLESA

Andréia Poppi Maia[1]
Francelise Satomi Casacchi
Haraceli Oliveira LimaRenan Mesquini

INTRODUÇÃO

O professor atribui suas motivações através de suas crenças e experiências sociais. Muitas vezes essa motivação está implícita, porém é desenvolvida pelo subconsciente e está presente na percepção, atitude em relação ao aluno, no preparo das aulas, na busca pelo material didático ideal e pela continuidade da própria formação.Barcelos (2006) acredita que as crenças são construídas através de nossas experiências, que resultam de um processo de interação social. Dessa maneira as atitudes e decisões são muito importantes para o professor em sua prática de ensino, pois o modo pelo qual o professor conduz a aula é resultado de suas crenças. Portanto “a compreensão das crenças é essencial para melhorar a prática dosprofessores e a preparação dos programas de ensino” (Johnson, 1994).
A maioria dos professores que atua na escola pública – sujeitos desta pesquisa - encontra diversas dificuldades no ensino e na tentativa de conseguir uma formação continuada, especialmente em uma língua estrangeira, neste caso, a língua inglesa. Assim, o objetivo do artigo é analisar as crenças relacionadas à aparenteineficiência do ensino de línguas, bem como a importância da formação continuada na prática docente em escolas públicas de três cidades da região noroeste do Estado do Paraná.
O trabalho apresentará uma abordagem teórica elaborada por estudiosos da área e suas reflexões acerca do ensino sendo concretizada através da análise dos dados coletados.

REFERENCIAL TEÓRICO

Embora o conceito de crençaseja bastante complexo é possível ilustrar algumas idéias. De acordo com o minidicionário Aurélio (2008), crença é o “ato ou efeito de crer”, “fé religiosa”, “convicção íntima”. Luz (2007 apud Pajares, 1992) cita que crenças são um “conjunto de significações” que se formam a partir das interpretações de experiências de vida. “É como se vivendo, experienciando e interpretando as experiências,fôssemos desenvolvendo uma teoria de como a vida é ou como deveria ser”.

A autora complementa que as crenças, chamada pelo autor de representações, são significações construídas pelo indivíduo de acordo com a sua participação nas atividades de formação social e o contato com outras vidas, as trocas de experiências, (Luz, 2007 apud Castro, 2004, p.41). Na visão de Luz (2007 apud Wenden, 1986, p.05apud: Barcelos), crenças são mais estáveis do que modificáveis, isso devido a sua origem na experiência. Por ser, a crença, um conhecimento vivido como verdade pelo indivíduo, fica mais difícil a aceitação ou uma rápida mudança de comportamentos e estilos.

Luz (2007, apud Massarollo e Fortkamp, 2002), cita algumas características das crenças:

1) Influenciamnossas ações e são por elas influenciadas; (2) pertencem a um domínio específico e organizam-se em estruturas; (3) tem sua alteração influenciada pelo tempo que pertencem ao sistema de crenças do indivíduo; (4) são transmitidas culturalmente e construídas socialmente; (5) fazem parte da nossa capacidade de compreender o mundo social e de enfrentar problemas; (6) devem ser tomadas e interpretadas apartir de afirmações, intenções e ações; (7) são dinâmicas.

A autora acrescenta que as crenças são formadas “por um processo de aculturação e se trata de uma construção social” (Luz, 2007 apud Pajares, 1992). O indivíduo crê no que ele experiencia, de acordo com seu contexto social e as pessoas inseridas nele. Há muitas crenças sobre o ensino e aprendizagem de língua inglesa,...
tracking img