Reflexão do filme " para a minha irmã " - bioética

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 5 (1152 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 20 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Para a minha Irmã
Unidade Curricular de Bioética Docente:  ----------Discente:  ------------------------

Ano Letivo 2011-2012

Para a minha Irmã Bioética

Este foi sem dúvida um dos filmes que mais me marcou, uma vez que tem como base uma temática que afecta grande parte da população dos nossos dias conseguindo transmitir toda a luta e todos os conflitos internos representados pelafamília Fitzgerald de uma forma que, certamente, comove todos os que assistem. A Família Flitzgerald é ao início uma família normal, com dois filhos, a Kate e o Jesse, até que uma manhã quando a mãe, Sara Flitzgerald, se levanta para acordar Kate vê que esta apresenta hematomas graves nas costas, decidindo levá-la de imediato ao médico. Após vários exames efectuados a Kate é lhe diagnosticadaLeucemia. De forma não formal, o médico aconselha-a a fazer uma Fertilização In-Vitro (FIV) para conceber um filho que fosse compatível com Kate, uma vez que, nem os pais nem o irmão Jesse o são. Deste modo, nasce Anna Flitzgerald, que desde o seu nascimento sempre se submeteu a todas as cirurgias e transplantes necessários para ajudar a sua irmã Kate. Porém quando Anna tem 11 anos, e os rins de Katedeixam de funcionar devido à evolução da doença, a irmã mais nova recusa-se a fazer a cirurgia, recorrendo a um advogado de modo a processar os seus pais, pedindo o que se chama “emancipação médica”, solicitando o direito de decisão sobre o seu corpo. Afirma que está cansada de não poder ser uma criança como as outras, de que toda a sua vida foi gerida em torno de Kate e que quer viver sem cuidadosespeciais, pois era o que iria acontecer se Anna doasse um dos seus rins à irmã. Ao longo deste filme questionamo-nos acerca dos conceitos éticos que vão surgindo: De que modo os pais de Anna têm direito sobre o seu corpo? Porque é que a qualidade de vida de Anna fica sempre em 2º plano? Onde está o respeito pelas decisões de Kate? A meu ver, a tese principal do filme recai sobre a ética de Anna e,o direito de tomada de decisão sobre o seu próprio corpo, no entanto a questão à qual darei mais ênfase será a relacionada com Kate, “Onde está o respeito pelas decisões de Kate?”. Apesar de toda a família, excepto Kate e Jesse, ficar contra Anna, ela não desiste levando em frente o processo. A verdade sobre toda a razão pela qual Anna abriu este processo contra os pais só é revelada numa fasefinal do filme, numa cena que mostra a última sessão de

Página 1

Para a minha Irmã Bioética

tribunal, onde o irmão Jesse resolve contar que foi Kate que pediu a Anna para o fazer, mesmo ela estando disposta a fazer a doação do rim a Kate. Anna contra todos, tentou ajudar a irmã, pois Kate sentia-se cansada e sem forças para lutar mais contra uma doença à qual ela sabia que acabaria por nãoresistir. Kate não quer mais continuar com todo aquele sofrimento, sente que a doença não a está a destruir apenas a ela, mas também a toda a sua família. Kate não quer sofrer mais nem ser a razão pela qual a mãe não tem uma vida normal; pela qual a mãe e o pai deixaram de poder fazer uma vida desafogada de preocupações devido à frágil saúde dela; não quer que Anna seja mais submetida a inúmerasconsultas médias, cirurgias e transfusões a que foi submetida durante estes 11 anos, somente para que Kate pudesse, de alguma forma, lutar contra a leucemia; quer que os irmãos tenham a atenção que merecem por parte dos pais e a qual nunca tiveram completamente devido à sua fragilidade. A sua mãe deixou tudo para trás, o seu emprego e a sua vida social, para cuidar a tempo inteiro de Kate. SendoSara Flitzgerald tão protectora não consegue ouvir Kate, pois para ela o essencial é a sobrevivência da filha que está doente, indo contra tudo e contra todos para o conseguir e, é devido a essa obsessão da mãe pela sobrevivência da filha que Kate sente que não conseguirá que a mãe ceda ao que tanto deseja, recorrendo então à sua irmã, a qual sempre se submeteu a tudo o que fosse necessário para...
tracking img