Redes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1506 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Módulo 01

Switch
Professor: Msc. Douglas Rocha Mendes
E-mail: douglas.mendes@copel.com
Telefone: 3331-3050 ou 9186-8389
Curriculum Lattes:
http://lattes.cnpq.br/3912898410526275

Curriculum LinkedIN:
http://www.linkedin.com/profile/view?id=85315837&trk=tab_pro

Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

1

Objetivos do Módulo


Introdução ao equipamento Switch
 Introdução aoEndereço MAC
 Tabela de Bridging
 Exercícios

Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

2

Introdução


Equipamentos de redes locais (LAN) estão
divididos em dois grupos:


Equipamentos ativos.




Switchs, Roteadores e HUBs.

Equipamentos passivos


No grupo de equipamentos passivos, temos:


Cabos (Ex.: Par trançado, fibra ótica)
 Conectores (Ex.: RJ-45, fibra)
 Patchpanel


Ou seja, equipamentos necessários para garantir que os
equipamentos ativos consigam transportar os bits.

Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

3

Introdução


Um Switch opera na camada de enlace do
modelo de referência OSI e na camada de
Rede do modelo de referência TCP/IP.

Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

4

Introdução


Relação do Switch e demais equipamentos eprotocolos.

Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

5

Introdução


O Switch tem a capacidade de interpretar os
quadros que circulam pela rede, ou seja,
baseando-se no endereço MAC recebido no
quadro Ethernet, o Switch determina para
qual segmento (porta) o quadro deve ser
enviado.
 A tomada de decisão, sobre em qual porta o
quadro será enviado esta baseada em uma
tabela (tabela hash)que é construída de
forma dinâmica.

Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

6

Introdução


O padrão IEEE 802.2 define o
endereçamento MAC, sendo formado por
duas partes:


OUI (Organizationally Unique Identifier).
 Número de Série

• Outros exemplos:
• http://standards.ieee.org/develop/regauth/oui/oui.txt
7
Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

Tabela de Bridging

Prof. Msc.Douglas Rocha Mendes

8

Tabela de Bridging


A tabela utilizada pelo Switch é chamada de
tabela de bridging.


No equipamento Extreme é chamada de
Forwarding DataBase (fdb).
 No equipamento Datacom é chamada de Mac
Address Table.

Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

9

Tabela de Bridging
 Vejamos

como funciona a formação da
tabela de Bridging:
 Em

cada Switch, émantido uma tabela
conhecida por tabela de bridging (uma
tabela hash) com os endereços MACs das
interfaces que estão conectadas a este.

Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

10

Tabela de Bridging
 Vejamos

como funciona a formação da
tabela de Bridging:
A

tabela de bridging é construída
dinamicamente e precisa apenas que seja
recebido um quadro Ethernet por uma das
portas.
 OSwitch utiliza o MAC origem para inserir
na tabela de bridging.

Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

11

Tabela de Bridging
 Vejamos

como funciona a formação da

tabela:
 Quando

recebe um quadro, a porta do
Switch analisa e extrai o endereço MAC de
Origem, que será armazenado na tabela
de bridging.
 Quando o receptor devolver a requisição, o
Switch re-analisa o quadro e extraio
endereço MAC de Origem, que também
será armazenado na tabela de bridging.

Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

12

Tabela de Bridging
 Se

o endereço MAC:

 Já

existir na tabela, este verificará para
qual porta direcionar o quadro, evitando o
processo de inundação (flooding).

 Se

o endereço MAC:

 Não

estiver registrado na tabela, o Switch
envia o quadro a todasas suas portas
(exceto à porta que criou o quadro), da
mesma forma que os HUBs o fazem.
 Neste caso será feito inundação (flooding).

Prof. Msc. Douglas Rocha Mendes

13

Tabela de Bridging
É

importante observar que o tempo de
permanência do endereço MAC na
tabela de bridging é limitado.
 Nos equipamentos Extreme e Datacom
o tempo padrão é de 300 segundos ou
5 minutos.
...
tracking img