Redes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5230 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CABO CATEGORIA 5e


Os cabos de categoria 5 são o requisito mínimo para redes 100BASE-TX e 1000BASE-T, que são, respectivamente, os pacotes de rede de 100 e 1000 megabits usados atualmente. Os cabos cat. 5 seguem padrões de fabricação muito mais estritos e suportam frequências de até 100 MHz.
Apesar disso, é muito raro encontrar cabos cat. 5 à venda atualmente, pois eles foramsubstituídos pelos cabos categoria 5e (o "e" vem de "enhanced" que significa aprimorada ), uma versão aperfeiçoada do padrão, com normas mais estritas, desenvolvidas de forma a reduzir a interferência entre os cabos e a perda de sinal, o que ajuda em cabos mais longos, perto dos 100 metros permitidos.
Os cabos cat. 5e devem suportar os mesmos 100 MHz dos cabos cat. 5, mas este valor é umaespecificação mínima e não um número exato. Nada impede que fabricantes produzam cabos acima do padrão, certificando-os para frequências mais elevadas. Com isso, não é difícil encontrar no mercado cabos cat. 5e certificados para 110 MHz, 125 MHz ou mesmo 155 MHz, embora na prática isso não faça muita diferença, já que os 100 MHz são suficientes para as redes 100BASE-TX e 1000BASE-T. CAT 5e-garante que o cabovai suportar aplicações que exigem mais largura de banda, tais como Gigabit Ethernet ou vídeo analógico.


CABO CATEGORIA 6


Esta categoria de cabos foi originalmente desenvolvida para ser usada no padrão Gigabit Ethernet, mas com o desenvolvimento do padrão para cabos categoria 5 sua adoção acabou sendo retardada, já que, embora os cabos categoria 6 ofereçam uma qualidade superior,o alcance continua sendo de apenas 100 metros, de forma que, embora a melhor qualidade dos cabos cat. 6 seja sempre desejável, acaba não existindo muito ganho na prática. Os cabos categoria 6 utilizam especificações ainda mais estritas que os categoria 5e e suportam frequências de até 250 MHz. Além de serem usados em substituição dos cabos cat. 5 e 5e, eles podem ser usados em redes 10 gigabit,mas nesse caso o alcance é de apenas 55 metros. Para permitir o uso de cabos de até 100 metros em redes 10G foi criada uma nova categoria de cabos, a categoria 6a ("a" de "augmented", ou ampliado). Eles suportam frequências de até 500 MHz e utilizam um conjunto de medidas para reduzir a perda de sinal e tornar o cabo mais resistente a interferências. Uma das medidas para reduzir ocrosstalk (interferências entre os pares de cabos) no cat. 6a foi distanciá-los usando um separador. Isso aumentou a espessura dos cabos de 5.6 mm para 7.9 mm e tornou-os um pouco menos flexíveis.




Cabo de Fibra Óptica


A fibra óptica é um meio de transmissão composto por um filamento de vidro ou de materiais poliméricos, com capacidade de transmitir luz. A transmissão da luz pela fibrasegue um mesmo princípio, independentemente do material usado ou da aplicação: é lançado um feixe de luz em uma extremidade da fibra, e pelas características ópticas do meio (fibra), esse feixe a percorre através de consecutivas reflexões.
A opção pela utilização da fibra óptica como solução alternativa ao cabeamento metálico apresenta vantagens significativas devido à capacidade da fibraem permitir o tráfego das informações com velocidades elevadas, além de ter a capacidade de alcançar maiores distâncias.
A fibra óptica é totalmente imune a interferências eletromagnéticas, o que significa que os dados não serão corrompidos durante a transmissão. São indicadas para links em ambientes externos não sofrendo com problemas elétricos, como diferença de potencial ou descargasatmosféricas, que são prejudiciais aos equipamentos ativos. Por alcançarem grandes distâncias, também são indicadas para lances com mais de 100m que é o limite para o cabeamento metálico.
A fibra óptica é basicamente composta por três componentes:


• Núcleo: O núcleo é um fino filamento de vidro ou plástico, medido em micra (1µm =
0,000001(m), por onde passa a luz....
tracking img