Redes móveis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2537 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
REDES MÓVEIS
ALUNOS: ÁLVARO JÉSYKA MARCO AURÉLIO ROBERT RUY

INTRODUÇÃO
É grande o crescimento das redes sem-fio. Nos últimos anos assistiuse a uma vasta proliferação de tecnologias de redes wireless (WLAN) tais como Bluetooth e equipamentos baseados na norma IEEE 802.11 (Wi-Fi).

Muitas pessoas carregam consigo dispositivos portáteis tais como
notebooks, telefones celulares, PDA’s emp3Players, para uso profissional e pessoal.

TIPOS DE REDES MÓVEIS SEM FIO:
Redes Infra-estruturadas
São aquelas em que o Host Móvel (HM) está em contato direto com

uma Estação de Suporte à Mobilidade (ESM), também conhecida
como Ponto de Acesso (AP), na rede fixa.

TIPOS DE REDES MÓVEIS SEM FIO:
Redes Infra-estruturadas (cont.)

Toda a comunicação entre os nós móveis é feita atravésde estações de
suporte à mobilidade. Neste caso, os nós móveis, mesmo próximos uns dos outros, estão impossibilitados de realizar qualquer tipo de comunicação direta.

TIPOS DE REDES MÓVEIS SEM FIO:
Redes Ad Hoc

Ad hoc é uma expressão latina cuja tradução literal é "para isto" ou "para esta finalidade".

Geralmente, é utilizada para denominar situações específicas em que os
problemassão resolvidos de maneira improvisada.

TIPOS DE REDES MÓVEIS SEM FIO:
Redes Ad Hoc

Ao contrário do que ocorre em redes convencionais, não há pontos de
acesso, ou seja, não existem estações de suporte à mobilidade (sem infraestrutura de conexão) e os nós dependem uns dos outros para manter a rede conectada. Por esse motivo, redes ad hoc são indicadas principalmente em situações onde nãose pode, ou não faz sentido,

instalar uma rede fixa.

TIPOS DE REDES MÓVEIS SEM FIO:
Redes Ad Hoc

APLICAÇÕES
Algumas das aplicações possíveis para redes tipo ad hoc são:
1. Coordenação de resgates em situações de desastre;

2.
3.

Troca de informações táticas em campos de batalha;
Compartilhamento de informações em reuniões e aulas.

VANTAGENS E DESVANTAGENS
VANTAGENS:

1.2.

Instalação Rápida
Tolerância a falhas

3.
4.

Conectividade
Mobilidade

VANTAGENS E DESVANTAGENS
DESVANTAGENS:

1. 2. 3. 4.

Roteamento Localização Taxa de erros Banda Passante

PROTOCOLOS EM REDES AD HOC

PROTOCOLOS AD HOC DE ROTEAMENTO
Os protocolos de roteamento são algoritmos que constituem rotinas com o
objetivo de mapear a topologia da rede.

EM REDES ADHOC: Os protocolos para redes cabeadas comuns se mostraram ineficientes.

Novos protocolos foram propostos baseados nos existentes, tendo como desafios:
• Consumo de energia e banda.



Baixo nível de qualidade de serviço.

PROTOCOLOS AD HOC DE ROTEAMENTO – CLÁSSICOS
INUNDAMENTO

Todo o pacote recebido é enviado aos outros hosts (exceto ao que lhe enviou). Problemas:

•Escalabilidade;
• Loops de roteamento; • Pacotes zumbi. (Tempo de vida para solucionar).

PROTOCOLOS AD HOC DE ROTEAMENTO – CLÁSSICOS
ESTADO DE ENLACE

Quando um nó percebe a mudança na rede faz um inundamento desta mudança na rede.
Permite então a mudança de sua topologia ao informar aos demais nós. É de alta convergência e Consegue prever loops pois cria rotas centralizadas, mas:

• Necessita deControle da inundação.
• Pode falhar no descobrimento da topologia em certos casos.

PROTOCOLOS AD HOC DE ROTEAMENTO – CLÁSSICOS
VETOR DE DISTÂNCIA Tabela com o menor caminho aos outros nós. Tabela atualizada periodicamente com informações dos vizinhos.

É de baixa convergência quando a topologia muda muito.
Tendência a criar loops.

PROTOCOLOS AD HOC DE ROTEAMENTO
Os protocolos deroteamento na rede Ad Hoc são divididos em:
• Pró-ativos ou Table-Driven. • Reativos ou On-Demand • Híbridos • Location-Aware • Energy-Aware

PROTOCOLOS AD HOC DE ROTEAMENTO: PRÓ-ATIVOS
• São enviadas informações e atualizações sobre cada par de nós da rede
em intervalos fixos para manter as tabelas de roteamento atualizadas. • Não prevê múltiplos caminhos; • Não adequado para redes de alta...
tracking img